Internacional Le Pen afirma que não parabenizará Biden antes do resultado oficial

Le Pen afirma que não parabenizará Biden antes do resultado oficial

Líder da extrema direita francesa disse que é preciso esperar a decisão da justiça antes de dizer o que aconteceu nas urnas dos EUA

  • Internacional | Da EFE

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen

EFE/EPA/SEBASTIEN NOGIER

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, afirmou nesta quarta-feira (11) que não parabenizará o democrata Joe Biden porque aguarda a confirmação da justiça sobre o resultado oficial das eleições presidenciais dos Estados Unidos.

"Faço parte daqueles que não parabenizam o presidente dos EUA porque acho que o jogo só acaba depois da prorrogação", disse Le Pen, ironicamente, à emissora de rádio "France Bleu Nord".

Segundo ela, enquanto houver recursos pendentes sobre as eleições, é preciso esperar o pronunciamento da justiça antes de dizer o que aconteceu nas urnas.

"Eu me surpreendo com esta unanimidade midiática, e também política, que se precipita e anuncia um resultado mesmo sabendo que há recursos sendo analisados pela justiça", acrescentou.

Le Pen destacou que algumas recontagens de votos proporcionam "resultados diferentes dos que foram anunciados".

A presidente da Frente Nacional demonstrou nos últimos anos afinidade com Donald Trump, em contraste com a maioria da classe política francesa, que criticou o presidente americano pelos ataques ao multilateralismo. O presidente da França, Emmanuel Macron, reconheceu a virtual vitória de Biden no sábado passado.

Últimas