Internacional Líder talibã mulá Abdul Ghani Baradar chega ao Afeganistão

Líder talibã mulá Abdul Ghani Baradar chega ao Afeganistão

Pela primeira vez, desde a invasão americana, em 2001, uma liderança do grupo extremista retorna ao território afegão

Agência EFE
Mulá Abdul Ghani Baradar, chefe do gabinete político dos talibãs

Mulá Abdul Ghani Baradar, chefe do gabinete político dos talibãs

Alexander Zemlianichenko / Pool via REUTERS / 18/03/2021

O mulá Abdul Ghani Baradar, chefe do gabinete político dos talibãs no Qatar, chegou ao Afeganistão nesta terça-feira (17), após declarar o fim da guerra e a vitória do grupo, o que representa a primeira viagem oficial de um líder talibã ao país desde a queda do regime insurgente em 2001.

Saiba quem são os líderes do grupo radical islâmico Talibã

Depois de deixar Doha com uma delegação dos talibãs, Abdul Ghani Baradar "chegou no final da tarde ao aeroporto de Kandahar, no Afeganistão", informou o porta-voz político do grupo, Naeem Wardak, no Twitter.

O líder político foi recebido em Kandahar por "unidades especiais de protocolo", segundo antecipou um integrante do setor da imprensa talibã, Muhammad Jalal.

Esta é, aparentemente, a primeira vez desde a queda do regime talibã com a invasão americana, em 2001, que uma delegação de alto nível do grupo viaja ao Afeganistão. Também é significativo que o primeiro destino não seja Cabul, mas Kandahar, o berço do movimento.

Vitória do Talibã

A viagem ocorre um dia após o próprio mulá Baradar ter declarado o fim da guerra afegã com a vitória dos rebeldes, um feito inesperadamente rápido que foi concluído no domingo, com a fuga do presidente afegão, Ashraf Ghani, e a tomada do poder sem derramamento de sangue em Cabul.

"Conseguimos uma vitória que não era esperada. Devemos mostrar humildade perante Alá", disse o ex-número dois do movimento rebelde em mensagem de vídeo, a primeira declaração pública de um líder talibã após a conquista do país.

Baradar se referiu a este momento histórico após a vitória insurgente como "o momento da prova".

"Agora trata-se de como servimos e protegemos o nosso povo, e como asseguramos o seu futuro, para proporcionarmos uma boa vida da melhor forma possível", acrescentou.

Os talibãs tomaram o controle de Cabul no domingo, depois de os seus combatentes terem entrado na capital sem encontrar resistência, com quase todas as províncias sob controle.

Desde então, os talibãs têm procurado mostrar que ninguém precisa temer a sua ascensão ao poder, e têm insistido em perdoar todos os afegãos que trabalharam ao lado dos "invasores" ou do governo afegão durante os 20 anos de guerra.

No segundo dia de Cabul sob controle insurgente, a cidade começou a acordar timidamente, com o trânsito a voltando na capital e algumas lojas abertas, enquanto a população continua a desconfiar da intenção final dos talibãs.

Últimas