Internacional Maioria dos americanos apoia legalização da maconha

Maioria dos americanos apoia legalização da maconha

Pesquisa aponta que 52% dos cidadãos aprovam o uso da planta

A pesquisa ressalta também o crescente número de pessoas que afirmam ter provado maconha em algum momento, ao passar de 38% em 2003, para 40% em 2010 e 48% agora

A pesquisa ressalta também o crescente número de pessoas que afirmam ter provado maconha em algum momento, ao passar de 38% em 2003, para 40% em 2010 e 48% agora

AP Photo/Gero Breloer

Pela primeira vez na história, os americanos se mostraram a favor da legalização do consumo de maconha, após a divulgação de uma enquete, nesta quinta-feira (4), produzida pelo Centro Pew, que aponta que 52% dos cidadãos aprovam o uso da planta.

De acordo com a pesquisa, a opinião dos americanos sobre maconha variou notavelmente nos últimos anos, e o apoio para legalização subiu 11% desde 2010. Na pesquisa divulgada hoje, 45% dos cidadãos se mostravam contra a legalização.

Veja a galeria do dia

Suspeita de corrupção abala a família real espanhola

Trata-se da primeira vez em mais de quatro décadas que se registra uma maioria de cidadãos a favor da legalização do consumo de maconha Além disso, a pesquisa ressalta o crescente número de pessoas que afirmam ter provado maconha em algum momento, ao passar de 38% em 2003, para 40% em 2010 e 48% agora. Por gerações, o maior respaldo provém dos mais jovens, que têm agora entre 18 e 32 anos, com 65% de apoio a sua legalização.

Os conhecidos como "geração X", nascidos entre 1965 e 1980, também mostram um apoio majoritário, embora ligeiramente menor, 54%. Também é possível perceber que a opinião de que o consumo de maconha seja "moralmente errado" caiu notavelmente desde 2006, ao passar de 50% para 32% atualmente.

Além disso, mais de um em cada sete americanos considera que os esforços do Governo por garantir a proibição do consumo de maconha "custam mais do que valem".

Embora a maconha siga sendo ilegal na maioria dos estados e em nível federal, no ano passado os estados do Colorado e Washington aprovaram uma lei para permitir o uso recreativo da droga, o que gerou um debate nacional sobre a possibilidade de que se estenda a outros estados. A pesquisa foi realizada com 1.501 pessoas, entre 13 e 17 de março, e conta com uma margem de erro de 2,9%. 

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

Últimas