CRISE HUMANITÁRIA

Internacional Mais de 1 milhão de imigrantes entraram na Europa em 2015

Mais de 1 milhão de imigrantes entraram na Europa em 2015

Cifra é quatro vezes maior que a registrada em 2014, diz OIM

  • Internacional | Ansa

Muitos refugiados que tentam entrar na Europa acabam em campos considerados desumanos

Muitos refugiados que tentam entrar na Europa acabam em campos considerados desumanos

Reuters

Mais de 1 milhão de imigrantes e refugiados entraram na Europa em 2015, informou nesta terça-feira (22), a OIM (Organização Internacional para as Migrações).

A cifra é cerca de quatro vezes maior que a registrada em 2014.

Faltando poucos dias para o fim do ano, a organização intergovernamental com base em Genebra informou que a marca de 1 milhão foi ultrapassada ontem (21).

O que aconteceria se não houvesse limites a imigração?

Drama de refugiados desafia a Europa e choca o mundo após imagem de menino morto

De acordo com relatório, mais de 820 mil pessoas chegaram à Grécia vindo da Turquia, sendo que, entre elas, 455 mil estavam fugindo da guerra civil na Síria e os avanços dos jihadistas do Estado Islâmico (EI, ex-Isis) e 186 mil do Afeganistão, onde o Talibã vem se restabelecendo.

Mortes A maior parte das 2.889 mortes registradas no trajeto de fuga aconteceu no Mar Mediterrâneo, rota que liga o Norte da África à Itália e é uma das mais perigosas do trânsito clandestino de pessoas.

Outras mais de 700 pessoas morreram tentando cruzar o Egeu, entre a costa turca e as ilhas gregas.

Paulistas criam site gratuito para ajudar refugiados a conseguir emprego

Prostituídas e exploradas: a dura realidade de crianças imigrantes abandonadas na Europa

Os cálculos são feitos com números dos países considerados "porta de entrada" da Europa, Itália e Grécia. A atual crise imigratória é considerada a maior desde a 2ª Guerra Mundial. 

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!

Últimas