Internacional Mais de 270 mil pedestres morrem a cada ano em acidentes de trânsito, diz OMS

Mais de 270 mil pedestres morrem a cada ano em acidentes de trânsito, diz OMS

Segundo Organização Mundial de Saúde, 5.000 pessoas morrem nas ruas a cada semana

Em Belo Horizonte, um motorista embriagado perdeu o controle do carro e atropelou um casal que esperava em um ponto de ônibus; a mulher não resistiu e morreu

Em Belo Horizonte, um motorista embriagado perdeu o controle do carro e atropelou um casal que esperava em um ponto de ônibus; a mulher não resistiu e morreu

02.05.2013/ALEX DE JESUS/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDO

Mais de 270 mil pedestres morrem em acidentes envolvendo veículos no mundo a cada ano, indicou nesta quinta-feira (2) a Organização Mundial da Saúde (OMS), que criticou décadas de negligência em favor do transporte automotivo.

A OMS ressaltou que 22% de 1,24 milhão de vítimas fatais em acidentes viários no mundo são pedestres.

"Mais de 5.000 pedestres morrem nas ruas e estradas do mundo a cada semana. Isto se deve a uma negligência de suas necessidades", declarou Etienne Krug, diretor do departamento de prevenção de danos da OMS.

— Devemos repensar a maneira como organizamos nosso sistema de transporte para que o ato de caminhar seja seguro e salve vidas de pedestres.

Segundo a OMS, os pedestres fazem parte do grupo de pessoas mais vulneráveis entre os usuários das vias.

A OMS ressalta que estudos mostram que as pessoas do sexo masculino — adultos ou crianças — são as que mais morrem ou se ferem entre os pedestres acidentados.

Nos países desenvolvidos, os pedestres idosos correm maior risco, enquanto nos outros países, as crianças e os jovens são os mais afetados.

A proporção de pedestres que morrem nas ruas e estradas em relação aos outros usuários é mais elevada na África, com 38%, e mais baixa no sudeste da Ásia, com 12%.

"Somos todos pedestres e os governos deveriam adotar medidas para nos proteger", disse Oleg Chestnov, diretor do departamento de doenças não-transmissíveis e saúde mental da OMS.

— Isto não apenas salvará vidas, como criará condições necessárias para que o caminhar seja seguro. Quando as ruas são seguras, as pessoas caminham mais, o que melhora a saúde e protege o meio-ambiente.

A OMS enumera recomendações que mesclam mais regras, melhor infra-estrutura e medidas de educação para melhorar a segurança dos pedestres.

Estas incluem punições mais severas para excesso de velocidade, conduzir alcoolizado, utilizar celular ao volante e melhoria da pavimentação e do transporte público.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

Últimas