Internacional Malta vai pagar R$ 670 para turistas vacinados viajarem ao país

Malta vai pagar R$ 670 para turistas vacinados viajarem ao país

Programa começará a valer a partir de junho, quando o turismo na ilha será oficialmente reaberto a estrangeiros

País oferecerá três tipos de incentivos a turistas

País oferecerá três tipos de incentivos a turistas

Pixabay

Receber dinheiro para viajar pelo mundo pode ser o sonho de muitas pessoas e, se depender de Malta, país localizado na Europa, isso vai se tornar realidade em breve.

Isso porque a Autoridade de Turismo do local lançou um programa de incentivo para viajantes independentes que vai bancar a estadia deles durante 3 noites em hotéis do país.

Leia mais: Israel comemora com emoção cada ano de Independência

A ideia do governo de de Malta é impulsionar a economia do país através do turismo, uma vez que 27% da atividade economica do país depende deste tipo de atividade. 

O programa vai entrar em vigor em junho deste ano e só receberá turistas que já tenham sido vacinados contra a covid-19.

Serão três tipos de incentivos destinados aos visitantes. O primeiro pagará 100 euros (cerca de R$ 670 na cotação atual) para hospedagens em hotéis 5 estrelas. O segundo grupo de turistas receberá 75 euros (R$ 502) para ficar em hotéis 4 estrelas e o terceiro pacote do programa dará 50 euros (R$ 335) para aqueles que se hospedarem em hotéis 3 estrelas.

Segundo a Autoridade de Turismo de Malta, turistas que forem para a ilha de Gozo ainda receberão um adicional de 10% em cima dos valores destacados anteriormente.

Leia mais: Equatoriana é presa na Espanha acusada de matar a própria filha

Malta vai investir aproximadamente R$ 23 milhões para colocar o programa de turismo em prática e, com isso, a expectativa é de que cerca de 35 mil visitantes cheguem às ilhas maltesas a partir de junho deste ano.

A ideia do programa é começar a valer nesta data porque está prevista exatamente para junho o início oficial da reabertura do turismo no país. Até o momento, Malta registrou 29.883 casos e 403 mortespor covid-19.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Marques

Últimas