Coronavírus

Internacional Marinha Real Britânica detecta surto de covid-19 em vários navios

Marinha Real Britânica detecta surto de covid-19 em vários navios

Todos os 3.700 tripulantes estão totalmente vacinados e seguem trabalhando, cumprindo os protocolos de higiene e segurança

Agência EFE
Um membro da tripulação caminhando no convés do porta-aviões HMS Queen Elizabeth

Um membro da tripulação caminhando no convés do porta-aviões HMS Queen Elizabeth

Yiannis Kourtoglou / Reuters - 01.07.2021

A Marinha Real Britânica confirmou nesta quarta-feira (14) um surto de infecções por covid-19 em vários de seus navios em desenvolvimento, incluindo o novo porta-aviões, HMS Queen Elizabeth.

O novo surto afeta vários dos navios da frota que acompanha o porta-aviões como parte do Carrier Strike Group, o maior grupo naval e aéreo sob comando britânico desde a Guerra das Malvinas (1982).

Os 3.700 tripulantes, todos vacinados com o cronograma completo, seguem medidas a bordo para mitigar o surto, como uso de máscaras, distância social e sistema de rastreamento e localização, segundo um porta-voz da Marinha Real em nota.

A Marinha também informou que o aumento das infecções detectadas na frota, que chegava a 100 apenas no HMS Queen Elizabeth, segundo a BBC, não compromete as tarefas operacionais do grupo, que partiu em maio em para uma expedição de sete meses através do Mediterrâneo e do Oceano Índico até a região do Indo-Pacífico.

O grupo planeja parar em cerca de 40 países, com grandes escalas na Índia, Singapura, Coreia do Sul e Japão, em um desdobramento que é visto como uma demonstração de força contra a China.

Últimas