Coronavírus

Internacional Melbourne entra em novo confinamento por surto de covid-19

Melbourne entra em novo confinamento por surto de covid-19

Cerca de 12 milhões de pessoas estão em isolamento na Austrália, já que Sydney, maior cidade do país, também está confinada

AFP
Austrália confina Melbourne depois de aumento de casos de covid-19

Austrália confina Melbourne depois de aumento de casos de covid-19

Sandra Sanders/Reuters - 15.7.2021

Os moradores de Melbourne, segunda maior cidade da Austrália, terão de cumprir um novo confinamento a partir desta quinta-feira à noite (15), devido ao aumento de casos de coronavírus - informou o primeiro-ministro do estado de Victoria, Dan Andrews. 

O número total de australianos afetados pela medida chega a 12 milhões, já que os habitantes de Sydney, a primeira cidade do país, também estão em confinamento pelo mesmo motivo.

Quase livre da covid-19, está tentando conter um surto da variante Delta, que provocou cerca de 1.000 novos casos em um mês.

Andrews disse que tomou a decisão de voltar a confinar Melbourne, pela quinta vez, "com o coração pesado", mas que era uma "necessidade absoluta". 

"Nada sobre esse vírus é justo", disse ele, relatando que apenas 18 casos em Victoria criaram milhares de casos de contato que agora devem ser rastreados e analisados.

O confinamento começará pouco antes da meia-noite de quinta-feira, horário local, e vai durar pelo menos cinco dias. 

Sydney está em sua quarta semana de confinamento.

As autoridades da cidade disseram nesta quinta-feira que a situação se "estabilizou", com 65 novos casos registrados nas últimas 24 horas. Ainda assim, o confinamento continuará por mais duas semanas para tentar eliminar qualquer transmissão.

A Austrália foi elogiada por sua gestão precoce da pandemia e sua bem-sucedida estratégia de "covid zero". A lentidão da campanha de vacinação significa, porém, que apenas 10% da população está totalmente protegida.

Últimas