Coronavírus

Internacional Melbourne retoma confinamento e Sydney bate recorde de casos

Melbourne retoma confinamento e Sydney bate recorde de casos

Isolamento na maior cidade do país tem tido um sucesso muito relativo, em parte devido ao baixo percentual de vacinados

AFP

Loren Elliott/Reuters - 31.7.2021

As autoridades de Melbourne anunciaram nesta quinta-feira (5) o sexto confinamento para esta cidade australiana, enquanto Sydney registrou um número recorde de novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas.

O primeiro-ministro do estado de Victoria, Dan Andrews, disse que "não tinha outra opção", a não ser "fazer o anúncio muito difícil" de confinar Melbourne, pouco mais de uma semana depois do término desta mesma medida restritiva.

O chefe do governo deste estado citou o perigo representado por oito casos "misteriosos" que ainda precisam ser rastreados. 

"Não há alternativa ao confinamento", declarou.

Após o início da medida em Victoria, às 20h locais (7h no horário de Brasília), mais da metade da população de 25 milhões de pessoas da Austrália voltará a ficar em confinamento.

Em Sydney, os moradores estão há seis semanas confinados. A medida tem tido um sucesso muito relativo, em parte devido ao baixo percentual de residentes já vacinados.

Nas últimas 24 horas, o número de novas infecções em Nova Gales do Sul, que tem Sydney como sua capital, foi de 262, o máximo diário desde o início da pandemia.

E cinco pessoas, com idades entre 60 e 80 anos, morreram nas últimas 24 horas. Nenhuma delas havia completado o esquema de imunização contra o coronavírus.

Menos de 20% dos australianos receberam a vacinação completa contra a covid-19, tanto pela falta de suprimentos quanto pela resistência de grupos da população à imunização.

Últimas