Novo Coronavírus

Internacional Membros da máfia italiana desviam fundos para covid-19 e são presos

Membros da máfia italiana desviam fundos para covid-19 e são presos

Acusados fraudaram documentos de empresas para conseguir fundos do governo destinados à pandemia e lavar parte do dinheiro da organização

  • Internacional | Da EFE, com R7

Polícia em Milão prende mafiosos ligados à fraudes

Polícia em Milão prende mafiosos ligados à fraudes

Matteo Corner/EFE/EPA - 26.6.2020

Oito pessoas ligadas à 'Ndrangheta, a máfia da Calábria, na Itália, foram detidas nesta terça-feira (14) em Milão por criar uma rede dedicada à fraude fiscal, incluindo a obtenção de subsídios para empresas em dificuldade devido à pandemia.

Os detidos, relacionados ao clã Greco, usaram várias empresas na Itália e no exterior para apresentar faturas falsas e se beneficiar de fraudes e lavar dinheiro de outras atividades da máfia, segundo um comunicado da Guarda Financeira (polícia de crimes fiscais), que lideraram a operação.

O principal detido obteve ajuda financeira do governo italiano para três empresas da qual era dono. Os fundos eram destinados a empresas que tiveram suas atividades afetadas pelo coronavírus, certificando uma falsa rotatividade por meio de faturas fraudulentas.

Os mafiosos suspeitos criaram uma rede de empresas de fachada, principalmente no setor de comércio de aço, com as quais executaram uma "impressionante" fraude.

Entre os presos também está um cidadão chinês responsável pelo envio de quase meio milhão de euros em dinheiro dessas empresas para vários bancos no país de origem.

Outro meio milhão de euros, lavado através da rede corporativa, foi enviado para contas correntes na Bulgária e na Inglaterra.

Quatro dos oito presos foram enviados para a prisão, enquanto outros quatro estão em prisão domiciliar

Os agentes apreenderam ativos no valor de 7,5 milhões de euros entre empresas, veículos e dinheiro.

Além disso, cerca de 200 agentes estão realizando buscas em empresas e residências em outras sete regiões italianas, de norte a sul do país, nas quais outros 27 suspeitos foram encontrados.

Segundo as confissões dos confidentes da máfia, as operações foram lideradas pela Greco 'ndrina (' família Ndrangheta), liderada pelo chefe Lino Greco, que por sua vez é aliado do importante clã calabrês Grande Alacri.

Grupo mais poderoso da Itália

A máfia calabresa 'Ndrangheta é atualmente o grupo criminoso mais poderoso da Itália e o que mais se espalhou pelo país, como evidenciado pelas operações desse clã, que exercia sua atividade principalmente na região da Lombardia, no norte.

A organização criminosa também ampliou suas redes no exterior nos últimos anos, o que permitiu que os diferentes clãs distribuíssem o dinheiro ilícito em contas bancárias em diferentes países.

Últimas