Menino de 5 anos é morto por vizinho e crime choca os EUA

Cannon Hinnant foi assassinado com um tiro no último domingo (9) na Carolina do Norte; o vizinho que atirou jantou com a família no dia anterior

Cannon Hinnant, 5, foi morto pelo vizinho enquanto andava de bicicleta

Cannon Hinnant, 5, foi morto pelo vizinho enquanto andava de bicicleta

Arquivo pessoal

O assassinato de um menino de 5 anos, baleado na cabeça por um vizinho da família, chocou os EUA esta semana. O crime aconteceu no último domingo (9) na cidade de Wilson, na Carolina do Norte.

Segundo a família, o menino Cannon Hinnant andava de bicicleta na frente de casa quando o pai ouviu o barulho de um tiro. Ao correr para onde ele estava, encontrou o filho baleado no chão. Uma vizinha relatou à polícia que viu o momento em que o suspeito se aproximou de Cannon e atirou.

Em entrevista a uma emissora local, Austin Hinnant, o pai de Cannon, contou que ao pegar o filho ensanguentado, olhou para o quintal da casa ao lado e viu o vizinho, Darrius Sessoms, andando nervosamente de um lado para o outro com uma arma na mão. O menino foi levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Conhecido da família

Após tentar fugir, Sessoms foi preso no dia seguinte e indiciado por homicídio qualificado. Ele era conhecido da família e Austin contou que o convidou para jantar no sábado, dia anterior ao crime, e que os dois tomaram uma cerveja na porta de casa e conversaram.

"Não consigo imaginar por que ele faria algo assim, por que alguém iria até uma criança e daria um tiro nela", disse a avó de Cannon, Gwen Hinnant, em uma entrevista ao jornal Washington Post. 

Cannon, que nesta semana iria começar a estudar no jardim de infância, foi enterrado na quinta-feira. A família recebeu solidariedade e doações de todo o país. Uma campanha online para ajudar os Hinnant já arrecadou mais de US$ 400 mil (cerca de R$ 2,1 milhões).

Sessoms já tinha passagens anteriores pela polícia, uma por posse de drogas, uma por posse de drogas e armas. Ele também respondia a uma acusação por vender drogas em sua casa.