Menino que virou símbolo do conflito Cuba-EUA será pai 

O cubano Elian Gonzalez anunciou neste domingo (21), dia dos pais em vários países, que espera uma menina com sua esposa, Ilianet Escaño Valdés

Elian, sendo resgatado aos 5 anos e agora: anúcio de que será pai de uma menina

Elian, sendo resgatado aos 5 anos e agora: anúcio de que será pai de uma menina

Fotos: Arquivo EFE/Reprodução Facebook

O menino de 5 anos que ficou conhecido por ser um dos pivôs da disputa política entre Estados Unidos e Cuba nos anos 90 anunciou, neste domingo (21), que será pai de uma menina. 

Em 1999, Elian Gonzalez Brotóns emigrou com sua mãe em um bote para os Estados Unidos. No trajeto, o bote naufragou e sua mãe morreu. Ele e outras onze pessoas foram resgatadas, e o menino foi entregue à família paterna em Miami. 

Mas seu pai Juan Miguel González solicitou que o garoto fosse devolvido a ele, em Cuba. O pai de Elian descobriu que o garoto havia sido levado pela mãe quando foi buscá-lo na escola.

Fidel Castro começou então, uma campanha contra os Estados Unidos para que o garoto fosse devolvido ao pai. Bill Clinton, na ocasião recusou o pedido de asilo do menor e determinou que ele deveria voltar para Cuba. Contudo, a comunidade cubana escondeu o garoto e ele precisou ser resgatado.

Pronto empezaré a entender lo que verdaderamente significa ser padre, pero lo que conozco hasta el momento, es sobre...

Publicado por Elian González Brotóns em Domingo, 21 de junho de 2020

Hoje com 26 anos, González diz em sua conta que irá descobrir o significado de seu pai e aproveitar a ocasião do Dia dos Pais em Cuba (e em outros vários países) para fazer uma homenagem. "Parabéns pai, você não é um super herói, ou meu melhor amigo, você é meu pai e isso é mais do que suficiente. Obrigado."