Internacional Menores de 18 anos não precisarão de vacina para entrar nos EUA

Menores de 18 anos não precisarão de vacina para entrar nos EUA

Governo americano divulgou novas regras para estrangeiros que pretendem viajar ao país a partir de 8 de novembro

  • Internacional | Lucas Ferreira, do R7, com informações da Reuters

Embaixadas e consulados dos EUA no Brasil pretendem retomar em breve emissão de vistos

Embaixadas e consulados dos EUA no Brasil pretendem retomar em breve emissão de vistos

Brian Snyder/Reuters - 03.08.2020

O Governo dos Estados Unidos informou nesta segunda-feira (25) que estrangeiros menores de 18 anos poderão entrar no país a partir de 8 de novembro sem comprovar vacinação contra a Covid-19. Pessoas com determinados problemas médicos também poderão ingressar no país sem documentos que atestem a imunização anti-Covid.

Os turistas brasileiros que desejam visitar os Estados Unidos precisam do esquema vacinal completo, ou seja, tomar as duas doses da vacina ou receber a dose única de um dos imunizantes autorizados pela FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA) ou que constem na lista de uso emergencial da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Dessa forma, as vacinas aceitas para que turistas entrem nos Estados Unidos são a Pfizer/BioNTech, Janssen, Oxford/AstraZeneca, Sinopharm e Sinovac/CoronaVac, imunizante chinês reproduzido no Brasil pelo Instituto Butantan.

Decreto passa a valer no dia 8

O decreto do governo de Joe Biden, que valerá a partir de 8 de novembro, suspende as restrições em vigor desde o início de 2020 que impediam a maioria dos cidadãos não estadunidenses de lugares como China, Índia, África do Sul, Brasil e grande parte da Europa de viajar aos EUA.

Os viajantes não turistas dos cerca de 50 países com taxa nacional de vacinação abaixo de 10% também serão elegíveis para isenção das regras. Entretanto, na maioria dos casos, precisarão estar vacinados se pretenderem permanecer no país por mais de 60 dias.

Com a reabertura das fronteiras dos Estados Undios, as embaixadas e consulados americanos no Brasil planejam retomar o processo de emissão de vistos também em novembro, mas ainda sem data definida.

Últimas