Coronavírus

Internacional Mesmo com feriado, Alemanha tem alto número de casos de covid

Mesmo com feriado, Alemanha tem alto número de casos de covid

O Instituto Robert Koch alerta que para a próxima semana é provável que ocorram  picos de infecções e mortes no país

  • Internacional | Do R7, com EFE

Alemanha começa vacinação amanhã

Alemanha começa vacinação amanhã

Matthias Rietschel/Reuters - 16.10.2020

A Alemanha registrou neste sábado (26) 14.455 novos casos de covid-19 e 240 mortes verificadas nas últimas 24 horas, uma contagem incompleta visto que menos testes são realizados nestes feriados.

O Instituto Robert Koch (RKI) alertou que os números dessas festividades devem ser considerados parciais, o que implica que para a próxima semana haverá novos picos de infecções e fatalidades.

Até o momento, o máximo em um dia foi de 33.777 infecções - no dia 18 - e 962 mortes - na última quarta-feira (23). O total de positivos em toda a pandemia sobe para 1.627.103 - dos quais 1.206.200 são pacientes recuperados - e o de óbitos para 29.422.

A incidência média cumulativa no país em sete dias é de 170,7 casos por 100.000 habitantes. No "Land" da Saxônia (leste), essa incidência atinge até 401 casos, enquanto um de seus distritos -Bautzen- chega a 518.

Natal sob restrições

A Alemanha está sob drásticas restrições em sua vida pública desde 16 de dezembro, quando todos os negócios considerados não essenciais foram fechados - mercearias e produtos de uso diário, oculistas e ortopedia, farmácias, correios, postos de gasolina ainda estão abertos estados, livrarias.

Desde o início de novembro, o lazer, o esporte, toda a vida cultural - de museus a salas de espetáculos, cinemas e teatros - e a gastronomia também estão encerrados.

Nos três dias de festa do Natal - Véspera de Natal, Natal e o chamado Segundo Natal, neste sábado - o máximo autorizado para reuniões privadas foi alargado a dez pessoas, de diferentes lares. A partir de amanhã, voltará o limite de cinco pessoas de no máximo dois domicílios.

Os cidadãos são fortemente encorajados a evitar todas as viagens não essenciais, dentro do país ou no exterior, embora não haja nenhuma proibição explícita de tais viagens.

Vacinação vai começar

As autoridades dos estados federais alemães se preparam para iniciar amanhã a campanha de vacinação entre residentes em asilos, maiores de 80 anos e profissionais de saúde especialmente expostos a uma infecção.

Segundo estimativas do governo da chanceler Angela Merkel, a expectativa é de que até o final do ano cerca de 1,3 milhão de doses da vacina desenvolvida pela alemã BioNTech e pela americana Pfizer tenham sido distribuídas.

O Ministério da Saúde estima que até doze milhões de doses da vacina terão sido distribuídas até o final de março, entre a BioNTech ou a Moderna, enquanto se aguarda a autorização europeia.

A campanha de vacinação começará no domingo com residentes de asilos e seus funcionários. Será alargado nas fases seguintes a outros profissionais considerados essenciais e com mais de 70 anos, podendo ser expandido em diferentes fases de acordo com outros grupos e idades, de acordo com o seu grau de vulnerabilidade.

No total, a Alemanha espera receber 300 milhões de doses, seja por meio da União Européia (UE), seja por meio de contratos adicionais firmados em paralelo com diferentes empresas farmacêuticas.

Últimas