México ultrapassa marca de 40 mil mortes por covid-19

Novo coronavírus já infectou 356.255 pessoas no país desde o dia 28 de fevereiro; há ainda 2.309 mortes suspeitas, aguardando confirmação

Diretor de Epidemiologia do México, José Luis Alomía

Diretor de Epidemiologia do México, José Luis Alomía

Presidência do México - EFE 22.07.2020

O México ultrapassou as marcas de 40 mil mortes por covid-19 e 356 mil casos de infecção pelo novo coronavírus nesta terça-feira, dia em que foram relatados 915 novos óbitos e mais 6.859 contágios.

Em entrevista coletiva, o diretor de epidemiologia do governo do México, José Luis Alomía, confirmou que até agora houve no país 40.400 vítimas do vírus SARS-CoV-2, que já infectou 356.255 pessoas no país desde o dia 28 de fevereiro. Há ainda 2.309 mortes suspeitas, mas que ainda precisam de confirmação laboratorial para entrarem para as estatísticas da pandemia.

Alomía também disse que até o momento 227.165 pessoas se recuperaram da doença e que há 82.866 casos suspeitos aguardando resultados clínicos.

Veja também: Cartel desafia governo do México em vídeo com homens armados

'Nova normalidade'

O México está agora em sua oitava semana da chamada "nova normalidade", que funciona com base em um semáforo epidemiológico de quatro cores que regula as atividades econômicas e sociais.

Nesta semana, 18 dos 32 estados permanecem em vermelho, o nível máximo de risco, enquanto os outros 14 estão em laranja, considerado de alto risco. Até agora, nenhum foi declarado com um semáforo amarelo (risco médio) ou verde (baixo risco).