Novo Coronavírus

Internacional Migrantes resgatados e isolados em navio italiano estão com covid-19

Migrantes resgatados e isolados em navio italiano estão com covid-19

A Itália declarou que seus portos não são seguros para desembarque devido à pandemia, mas permite que migrantes façam quarentena em seus navios

  • Internacional | Da EFE

Itália permite que migrantes sejam colocados em quarentena em navios italianos

Itália permite que migrantes sejam colocados em quarentena em navios italianos

FE /Laila Sieber/Sea-Watch.org - 24.06.2020

O presidente da região da Sicília - sul da Itália - Nello Musumeci, afirmou nesta quarta-feira (24) que 28 migrantes salvos nos últimos dias no Mar Mediterrâneo pela ONG alemã Sea Watch testaram positivo para covid-19. Todos estão em quarentena a bordo de um navio italiano.

"Vinte e oito migrantes tiveram resultado positivo para covid-19. Eles estão em um navio atracado no Porto Empedocle, uma solução que exigimos em 12 de abril ao governo central para impedir o desenvolvimento de surtos no território, sem poder controlá-los. Hoje nosso pedido é mais bem compreendido", escreveu Nello Musumeci em suas redes sociais.

A Itália declarou em abril que seus portos não são seguros para o desembarque de migrantes resgatados no Mediterrâneo central devido à pandemia do novo coronavírus e, desde então, permite que trabalhadores humanitários sejam colocados em quarentena em navios italianos, enquanto se aguarda um acordo sobre sua deslocação para a Europa.

Nos últimos dias, o navio Sea Watch ajudou um grupo de 200 migrantes no Mediterrâneo, que foram transferidos a bordo de um navio italiano, onde permanecerão por 15 dias em quarentena.

Eles estão na costa de Porto Empedocle, na ilha da Sicília, e passaram por teste de covid-19, dando positivo em 28 dos resgatados.

Há também outro migrante desse grupo que está hospitalizado na ilha e que, inicialmente, suspeitava ter tuberculose. No entanto, foi confirmado estar infectado com o novo coronavírus.

Últimas