Crise na Venezuela
Internacional Ministro venezuelano é boicotado durante discurso na ONU

Ministro venezuelano é boicotado durante discurso na ONU

Representantes de vários países deixaram a sala no momento em que ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, discursava

Ministro venezuelano é boicotado durante discurso na ONU

Gesto de rejeição aconteceu em reunião da ONU

Gesto de rejeição aconteceu em reunião da ONU

Miguel Gutiérrez/EFE - 13.12.2018

Os representantes de vários países de Europa e das Américas abandonaram a sala no momento no qual o ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, tomava a palavra na Comissão de Narcóticos da ONU, em Viena, nesta quinta-feira (14).

No gesto de rejeição ao ministro venezuelano participaram os representantes de vários países, entre eles membros do Grupo de Lima, criado em 2017 para buscar soluções para a crise na Venezuela.

Cerca de 20 representantes europeus e americanos, entre eles de Brasil, Estados Unidos, Canadá, Peru, França e Romênia, país que preside este semestre a União Europeia, abandonaram a sala quando o presidente da Comissão de Narcóticos anunciou a vez do discurso de do ministro venezuelano.

Esses países reconheceram o líder opositor Juan Guaidó como presidente autoproclamado da Venezuela.

No último dia 27 de fevereiro, 20 governos boicotaram o discurso de Arreaza no Conselho de Direitos Humanos da ONU, e abandonaram a sala assim que ele entrou no recito.