Internacional Morre na Argentina o filósofo e semiólogo Eliseo Verón

Morre na Argentina o filósofo e semiólogo Eliseo Verón

Buenos Aires, 15 abr (EFE).- O filósofo e semiólogo argentino Eliseo Verón, reconhecido internacionalmente por seus trabalhos em semiótica e análise do discurso, morreu nesta terça-feira em Buenos Aires aos 78 anos em decorrência de um câncer, informou um porta-voz da Universidade de San Andrés. Verón formou-se em Filosofia na Universidade de Buenos Aires em 1961, após o que foi aluno de Claude Lévi-Strauss na França, quando estudou no Laboratório de Antropologia Social do College. O argentino se tornou referência da semiótica com sua teoria da "semiose social", que desenvolveu após afastar-se da semiologia saussuriana, a mais aceita até esse momento nos estudos de comunicação social. Após duas décadas de carreira no exterior, retornou ao país em 1995, onde foi catedrático em várias universidades. Além disso, foi docente na Universidade de Buenos Aires, onde sua obra é parte fundamental na disciplina de Ciências da Comunicação, e na Universidade de San Andrés, na qual dirigiu o mestrado em Jornalismo até 2006. Verón também foi assessor na campanha do ex-presidente argentino Eduardo Duhalde (2002-2003) durante as eleições presidenciais de 2011 na Argentina. EFE ayv/rsd
    Access log