Internacional Mulher relata desaparecimento de fotógrafo chinês em Xinjiang

Mulher relata desaparecimento de fotógrafo chinês em Xinjiang

O trabalho premiado de Lu é muito voltado a causas ambientais e sociais delicadas na China, como a poluição industrial e o vício em drogas 

fotografo

Esposa perdeu o contato com ele em 3 de novembro

Esposa perdeu o contato com ele em 3 de novembro

Reuters - 20.9.2014

Um fotógrafo chinês premiado está desaparecido e pode ter sido detido por agentes da segurança estatal enquanto visitava Xinjiang, região remota do oeste da China, disse sua esposa.

Lu Guang, três vezes vencedor do prêmio World Press Photo, havia sido convidado para participar de eventos de fotografia na capital regional, Urumqi, no final de outubro, disse sua esposa, Xu Xiaoli, em postagens na internet.

Ela disse que perdeu contato com o marido em 3 de novembro, quando ele viajava sozinho pela cidade de Kashgar, no sul, e não soube mais dele desde então.

Mais tarde ela contatou a esposa da pessoa que convidou seu marido a ir a Xinjiang e soube que ambos foram levados por agentes da segurança estatal, disse.

O governo regional de Xinjiang não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

O trabalho premiado de Lu é muito voltado a causas ambientais e sociais delicadas na China, como a poluição industrial, o vício em drogas e pessoas que vivem com Aids.

Em um boletim de rotina à imprensa em Pequim, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, disse não estar a par do caso.