Internacional Netanyahu parabeniza Biden por vitória nas eleições nos EUA

Netanyahu parabeniza Biden por vitória nas eleições nos EUA

Primeiro-ministro de Israel tinha no republicano Donald Trump um aliado, além de parceiro político, havia afinidades ideológicas entre os dois

Netanyahu diz ter bom relacionamento com Biden

Netanyahu diz ter bom relacionamento com Biden

Yoav Dudkevitch / Pool via EFE - EPA - 13.9.2020

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, parabenizou neste domingo o democrata Joe Biden, que segundo projeções de grande parte da imprensa americana venceu as eleições nos EUA derrotando o atual presidente, Donald Trump.

'É tempo de curar os EUA', diz Joe Biden em 1º discurso como eleito

"Parabéns Joe Biden e Kamala Harris", escreveu o chefe de governo israelense no Twitter, fazendo referência também à candidata a vice-presidente.

Netanyahu disse ter um relacionamento pessoal longo com Biden há quase 40 anos e que o vê como um grande amigo de Israel. "Estou ansioso para trabalhar com ele e a vice-presidente eleita para fortalecer ainda mais a parceria especial entre os Estados Unidos e Israel", afirmou.

Em outro tweet, o premiê agradeceu a Trump pela "amizade que mostrou ao Estado de Israel" e a ele pessoalmente em seu mandato. O republicano, que até agora não reconheceu a derrota, foi o responsável por que os EUA reconhecessem Jerusalém como a capital israelense.

Com a derrota de Trump, Netanyahu perde um grande parceiro, com o qual manteve uma grande harmonia política e ideológica nos últimos quatro anos, e que ousou quebrar o consenso histórico nos EUA para favorecer as posições israelenses.

Por sua vez, o presidente de Israel, Reuvén Rivlin, também parabenizou Biden e Harris pela vitória. Em um comunicado, desejou-lhes "grande sucesso" e os convidou a visitar Jerusalém em breve.

A mudança na Presidência dos EUA pode ter implicações para a política israelense. Os analistas previam que, se Trump fosse reeleito, haveria uma alta probabilidade de que Netnayahu convocasse novas eleições enquanto, se Biden ganhasse, seria mais provável que ele mantivesse o governo de unidade com Beny Gantz, que deveria substituí-lo no final do ano que vem.

Uma pesquisa do Instituto Israel Democracia apontou que 63% dos israelenses preferiam uma vitória do republicano na corrida pela Casa Branca, acreditando que sua permanência continuada seria de seu melhor interesse, em comparação com 17% que escolheram Biden.

Últimas