Coreia do Norte
Internacional Nova cúpula entre Kim e Trump pode acontecer ainda em 2019

Nova cúpula entre Kim e Trump pode acontecer ainda em 2019

Representantes da inteligência sul-coreana acreditam que o líder norte-coreano e o presidente dos EUA devem se reunir em dezembro

Cúpula EUA e Coreia do Norte

Cúpula deve acontecer no início de dezembro

Cúpula deve acontecer no início de dezembro

Reuters/Jonathan Ernst/12.6.2018

Representantes da inteligência sul-coreana garantiram nesta segunda-feira (4) que o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, parece determinado a realizar outra cúpula com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump antes do final do ano, para desbloquear o diálogo sobre desarmamento.

Membros do Serviço Nacional de Inteligência (NIS) sul-coreano fizeram essa declaração diante uma comissão parlamentar em Seul e acrescentaram que esperam que os dois países retomem suas negociações ainda este mês ou no início de dezembro, como explicaram os parlamentares sul-coreanos em entrevista coletiva.

"O NIS acredita que Kim decidiu realizar outra cúpula (com Trump) em dezembro", disse o parlamentar Kim Min-ki, do Partido Democrático, em declaração publicada pela agência de notícias Yonhap.

Por sua parte, Lee Eun-jae, do opositor Partido Coreia Liberdade, afirmou que Pyongyang e Washington parecem estar no caminho de negociações, depois que os dois lados mostraram suas cartas na reunião realizada no início do mês passado, em Estocolmo.

Na capital da Suécia, a Coreia do Norte acusou os EUA de não oferecerem nada de novo, além de permanecerem ativos em sua "política hostil" sobre o regime e insistiu que a Casa Branca tem até o final do ano para modificar sua estratégia de negociação.

Os EUA, por outro lado, ficaram satisfeitos com os resultados da reunião.

O NIS também acredita que antes do final do ano, Kim pode visitar a China para se reunir com o presidente Xi Jinping, em comemoração aos 70 anos de relações diplomáticas entre os dois países.

O líder norte-coreano já visitou a China para se encontrar com Xi antes de suas cúpulas com Trump em Singapura e Hanói.