Rússia x Ucrânia

Internacional Novas rodadas de negociações entre Rússia e Ucrânia acontecerão a partir desta segunda-feira (28)

Novas rodadas de negociações entre Rússia e Ucrânia acontecerão a partir desta segunda-feira (28)

'O processo de negociação é muito difícil', disse o chefe da diplomacia ucraniana, Dmytro Kuleba, na semana passada 

AFP
Crise de deslocamento é o pior desde o fim da Segunda Guerra Mundial

Crise de deslocamento é o pior desde o fim da Segunda Guerra Mundial

EFE/EPA/ATEF SAFADI

As delegações russa e ucraniana vão se reencontrar, a partir da segunda-feira (28), na Turquia, para uma nova rodada de negociações presenciais, confirmou, no início da tarde deste domingo (27), David Arakhamia, um dos negociadores ucranianos.

"Durante as discussões, hoje, por meio de videoconferência, ficou decidido realizar, na Turquia, uma próxima rodada presencial entre os dias 28 e 30 de março", disse o negociador ucraniano em sua página no Facebook.

O negociador-chefe russo, Vladimir Medinsky, citado pelas agências russas, também anunciou uma nova rodada de conversas, porém disse que elas ocorreriam na terça e na quarta-feira, sem especificar o lugar.

Uma sessão de negociações russo-ucranianas, de forma presencial, já foi realizada no dia 10 de março na cidade de Antália, na Turquia, entre os ministros de Relações Exteriores, sem conduzir a avanços concretos.

As conversas têm continuado por videoconferência, o que ambas as partes consideram difícil. "O processo de negociação é muito difícil", disse, na sexta-feira (25), o chefe da diplomacia ucraniana, Dmytro Kuleba, negando qualquer "consenso" com Moscou.

Um pouco antes, o presidente turco, Recep Tayip Erdogan, havia assegurado que a Rússia e a Ucrânia estavam de acordo em quatro dos seis pontos da negociação.

"Não há consenso com a Rússia sobre os quatro pontos mencionados pelo presidente da Turquia", disse Kuleba, mas elogiou os "esforços diplomáticos" de Ancara para pôr fim à guerra.

Últimas