Internacional Número de mortos em terremoto na Turquia e Grécia sobe para 53

Número de mortos em terremoto na Turquia e Grécia sobe para 53

Maior número de vítimas ocorreu na cidade turca de Izmir, onde 51 pessoas perderam a vida; na ilha grega de Samos, duas crianças morreram

  • Internacional | Da EFE

O número de mortes causadas por um forte terremoto que atingiu a costa da Turquia na última sexta-feira subiu para 51, informou o vice-presidente do governo turco, Fuat Oktay. Além disso, quase 900 pessoas ficaram feridas. 

A principal cidade atingida pelo abalo, de 6.8 graus na escala Richter, foi Izmir, localizada no mar Egeu.

Prédios ficaram destruídos em Izmir

Prédios ficaram destruídos em Izmir

Mehmet Emin Caliskan/Reuters

Um total de 104 pessoas já foram libertadas vivas dos escombros de 17 prédios desabados na cidade, disse Oktay em uma entrevista à imprensa em Izmir, transmitida ao vivo pela NTV.

As equipes do serviço de emergência turco AFAD continuam seus trabalhos em nove prédios em Izmir, cidade que, com 4 milhões de habitantes, é a terceira maior da Turquia e a mais afetada pelo terremoto, cujo epicentro se localizou a 60 km.

Leia também: Mãe e filhos são resgatados após 18 horas sob escombros na Turquia

A última pessoa salva foi, aparentemente, um homem de 70 anos, Ahmet Çitim, que foi resgatado logo após a meia-noite local e transferido para um hospital após ficar preso por 33 horas, um sucesso celebrado como um "milagre" pela imprensa turca.

Desde então, vários corpos foram recuperados, mas aparentemente nenhum vivo.

Após o terremoto, foram atendidas 896 pessoas nos serviços de saúde, 682 delas já tiveram alta, 214 ainda estão em tratamento e, entre estas, cerca de uma dezena em terapia intensiva, segundo dados da AFAD divulgados esta manhã.

Embora até agora não haja estimativas oficiais sobre o número de pessoas que ainda estão sob os escombros, as equipes de resgate estimam que aproximadamente 30 delas estariam desaparecidas, disse o especialista em resgate Muhammed Zahiroglu à imprensa local.

Na manhã deste domingo, os tremores de solo ainda eram sentidos em Izmir, embora cada vez mais fracos.

Segundo a AFAD, desde o meio-dia de sexta-feira, quando o forte terremoto surpreendeu os moradores da cidade, já ocorreram 812 abalos secundários do terremoto, 40 deles com magnitude superior a 4 graus.

O terremoto foi sentido em uma vasta área, sendo mesmo percebido em várias cidades búlgaras, enquanto na vizinha ilha grega de Samos causou a morte de dois jovens, elevando o número total e provisório de mortos para 53 da catástrofe.

Veja imagens dos trabalhos de resgate na cidade de Izmir: 

Fotos mostram destruição causada por terremoto na Turquia e Grécia:

Últimas