Era Trump

Internacional O que pode acontecer com Trump após julgamento de impeachment?

O que pode acontecer com Trump após julgamento de impeachment?

Caso condenado, ex-presidente se torna inelegível; caso contrário, empresário poderá voltar a concorrer à Presidência em 2024

  • Internacional | Giovanna Orlando, do R7

Trump pode concorrer à eleição em 2024 caso seja inocentado

Trump pode concorrer à eleição em 2024 caso seja inocentado

Leah Millis/Reuters - 4.1.2021

Os planos políticos de Donald Trump podem ser definidos nesta semana, durante o segundo processo de impeachment contra o agora ex-presidente dos EUA.

Acusado de ter incitado uma insurreição que resultou na invasão ao Capitólio em 6 de janeiro, o empresário pode terminar o processo impossibilitado de concorrer a novas eleições ou despontando como candidato em 2024.

Trump deixou o cargo no dia 20 de janeiro, mas o julgamento no Senado americano começará no dia 9 de janeiro. O artigo para o impeachment do bilionário foi aprovado enquanto ele ainda estava no poder.

Apesar da gravidade da invasão ao Capitólio, que deixou 5 mortos, e o ataque às instituições democráticas, as chances de Trump ser condenado são baixas, já que os Democratas não têm maioria no Senado e a maioria dos Republicanos se recusa a votar contra o ex-presidente. Apenas 5 conservadores apoiaram o impeachment.

Mesmo assim, é importante que o caso seja julgado, avaliam especialistas. Os Democratas buscavam a condenação do empresário para garantir que ele se tornasse inelegível em 2024. “Caso aprovado, Trump não poderá mais se candidatar para nenhum cargo público”, explica a professora de Relações Internacionais da ESPM, Denilde Holzhacker.

“Agora, se não for condenado, os caminhos políticos de Trump ficam muito mais abertos para organizar sua campanha para 2024”, diz. Ainda não se sabe se o empresário pretende continuar representando o Partido Republicano ou se ele vai se filiar a outra sigla.

Trump pode ser condenado por crimes fiscais e federais

Trump pode ser condenado por crimes fiscais e federais

Jim Bourg/Reuters - 6.1.2021

Outros processos contra Trump

O processo de impeachment no Senado é apenas um dos diversos processos que Trump pode enfrentar. O empresário é nova-iorquino e é no Estado que grande parte dos seus investimentos e empreendimentos tem sede.

Desde que deixou a presidência, Trump não voltou à Nova York, onde as autoridades já deixaram claro que pretendem julgar o empresário por fraude tributária e financeira e outros crimes ligados aos seus negócios.

No momento, as autoridades estão “ampliando as provas para fazer uma acusação formal”, explica o professor de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo, Felipe Loureiro.

Trump também pode ser julgado por crimes cometidos durante a presidência, mas procuradores estaduais ainda não indicaram se vão prosseguir com as acusações.

Depois das eleições de novembro, Trump pressionou intensamente as autoridades da Geórgia, que poderiam entrar com ações contra o bilionário.

Durante o começo do mandato, o ex-presidente se envolveu com o escândalo de interferência russa nas eleições e depois condicionou ajuda militar à Ucrânia caso o presidente investigasse Joe Biden e seu filho, Hunter. Em ambos os casos, ele poderia ser investigado por crimes federais.

Apesar das bases legais, é possível que os casos não sejam abertos. Sempre que uma nova investigação é aberta, Trump a chama de “caça às bruxas” e alega ser perseguido por seus adversários.

“Há um debate de que até que ponto perseguir judicialmente Trump pode torná-lo um mártir entre a sua base”, analisa Loureiro.

Por hora, Trump enfrenta apenas a sabatina no Senado. Entre os apoiadores, o ex-presidente não cometeu crime algum e poderá ressurgir em 2024, intocado e pronto para mais um mandato.

Últimas