Internacional Obama diz que ficou com coração partido com atentado em Cabul

Obama diz que ficou com coração partido com atentado em Cabul

Ex-presidente dos Estados Unidos ressalta feito heroico de militares norte-americanos mortos e se solidariza com afegãos

Ex-presidente dos EUA diz que ficou de coração partido com as notícias sobre o atentado em Cabul

Ex-presidente dos EUA diz que ficou de coração partido com as notícias sobre o atentado em Cabul

EFE/ Giorgio Viera

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama lamentou as mortes que aconteceram devido a um atentado terrorista em Cabul, no Afeganistão, na última quinta-feira (26).

Leia mais: Como o atentado em Cabul colocou os EUA e o Talibã no mesmo lado

“Como muitos de vocês, Michelle e eu ficamos com o coração partido ao ouvir sobre o ataque terrorista fora do aeroporto de Cabul que matou e feriu tantos militares dos Estados Unidos, bem como homens, mulheres e crianças afegãos”, escreveu Obama em um tweet feito nesta sexta-feira.

O ex-presidente endossou o discurso de Joe Biden e ressaltou que os militares norte-americanos que morreram nas explosões de autoria do Estado Islâmico são heróis que se envolveram em uma missão perigosa para ajudar outras pessoas.

Em um dos posts, Barack Obama destaca também os sentimentos pelas famílias dos afegãos e afegãs que perderam a vida por conta do atentado terrorista do lado de fora do aeroporto de Cabul.

“Também estamos pensando nas famílias dos afegãos que morreram, muitos dos quais apoiaram a América e estavam dispostos a arriscar tudo por uma chance de uma vida melhor.”

O atentado no aeroporto da capital do Afeganistão deixou mais de 160 mortes e acontece em meio ao aumento da tensão entre grupos terroristas com sede no país asiático e países que buscam retirar civis afegãos e militares até o dia 31 de agosto.

Afeganistão: explosões deixam mortos e feridos em Cabul

*Estagiário do R7 sob supervisão de Pablo Marques

Últimas