Internacional O.J. Simpson "confessa" morte de ex-mulher e amigo em entrevista

O.J. Simpson "confessa" morte de ex-mulher e amigo em entrevista

Realizada em 2006, a entrevista estava "perdida" e foi ao ar em um programa especial de duas horas feito pela Fox sobre o caso

O.J. Simpson, durante entrevista exibida pelo canal Fox

O.J. Simpson, durante entrevista exibida pelo canal Fox

Reprodução

A emissora de TV americana Fox levou ao ar na noite deste domingo (11) um programa especial de duas horas entitulado "O.J. Simpson: The Lost Confession?" (em livre tradução, "O.J. Simpson: a confissão perdida?"), com uma entrevista feita em 2006 com o ex-jogador de futebol americano O.J. Simpson, na qual ele "confessa" o assassinato de sua ex-mulher, Nicole Brown Simpson, e do amigo dela Ron Goldman. 

No vídeo, que a Fox diz que estava "perdido" até o momento, Simpson conta à jornalista Judith Regan o que teria acontecido em 12 de junho, 1994, dia do assassinato do casal, do ponto de vista "hipotético". Na ocasião da entrevista, o ex-atleta estava prestes a lançar o livro "If I Did It" ("se eu tivesse feito", em livre tradução), que acabou cancelado pela editora justamente porque em um capítulo Simpson narra como teria sido o crime "se" ele o tivesse cometido.

Durante a entrevista, ele se refere a uma pessoa que diz ser o seu "amigo Charlie", que, por alguma razão, começou a bisbilhotar a vida de Nicole. Na noite do crime, Charlie teria ido até sua casa e lhe dito que "o que estava acontecendo". Regan não pergunta a Simpson a que ele se referia com essa fala.

Simpson então diz, sempre usando a palavra "hipoteticamente", que ele e Charlie dirigiram até a casa de Nicole usando boné, luvas e com uma faca sob o banco do carro, que ele costumava deixar no local para proteção. Simpson diz ainda que, após estacionar o carro próximo, caminhou em torno da propriedade da ex-mulher, e Ron Goldman apareceu, dizendo que estava em um restaurante onde Nicole havia jantado e estava ali para lhe devolver óculos escuros que a mãe dela havia esquecido no local.

Ainda segundo Simpson, ele, sempre "hipoteticamente", ficou bravo com Ron, acreditando que ele estava ali para um encontro amoroso com Nicole, e começou a gritar com ele.  Nicole teria então saído e entrado na discussão, dizendo para Simpson deixar sua propriedade. Depois ele diz que Nicole caiu e se machucou. 

Nesse momento, Simpson deixa o "hipoteticamente" de lado, e começa a falar em primeira pessoa, dizendo que Ron assumiu uma postura de caratê para atacá-lo, ao que ele respondeu: "Você acha que vai chutar o meu traseiro?". Em seguida, ele diz que não se lembra de mais nada, só de estar segurando a faca. Depois, Simpson desconversa e começa a dar risada.

A entrevista causou muito barulho nas redes sociais após a exibição, com a hashtag “#DidOJConfess” (#OJConfessou?) tornando-se um dos assuntos mais postados no Twitter. Muitos dos internautas acreditaram que se tratava de uma real confissão do ex-atleta.

O. J. Simpson foi julgado e absolvido pelos assassinatos de Nicole Brown e Ronald Goldman em 1995, em um veredicto polêmico, que dividiu a opinião pública nos EUA.

    Access log