Coronavírus

Internacional OMS diz que não dá para prever quanto tempo pandemia vai durar

OMS diz que não dá para prever quanto tempo pandemia vai durar

Em nova conferência, diretor da organização confirmou 500 mil casos e 20 mil mortos pelo mundo e agradeceu G20 pela ajuda trilionária 

  • Internacional | Do R7

OMS confirma mais de 500 mil casos de covid-19

OMS confirma mais de 500 mil casos de covid-19

Denis Balibouse/Reuters

A OMS voltou a destacar nesta sexta-feira (27) a necessidade das medidas de isolamento social para conter as infecções pelo novo coronavírus, alertando que não é possível saber quanto tempo a pandemia vai durar e que estamos entrando em um campo de incertezas. 

O foco das atuações de cada país devem ser sempre o “máximo controle da doença e impacto mínimo na economia e na vida das pessoas”, disse o doutor Michael J. Ryan, diretor-executivo do Programa de Emergências Globais da OMS.

O diretor-geral, Tedros Adhanom, também confirmou que a doença já deixou mais de 500 mil pessoas  doentes e o número de mortos passou de 20 mil. Mais de 100 mil pacientes já se recuperaram.

Pessoas com sintomas leves são maiores transmissores

Na manhã de hoje, o diretor teve uma reunião com mais de 50 ministros da saúde do mundo para discutir como a doença está sendo acompanhada e tratada. Ele destacou as ações na China, Coreia do Sul, Japão e Singapura para identificar os casos, isolar os doentes, acompanhar os movimentos e o sucesso nas quarentenas.

A organização também reforçou a importância do distanciamento social, de ficar em casa e lavar as mãos ao falar que pessoas que apresentam sintomas iniciais ou muito leves são os principais transmissores da doença. Estas pessoas não procuram atendimento médico e costumam não ser identificadas como infectadas, mas mesmo podem passar a doença.

Segundo os especialistas, o termo assintomático é ruim para explicar a transmissão do coronavírus, já que as pessoas estão na fase inicial da doença, mas já estão infectados.

Ajuda do G20

Tedros agradeceu a ajuda trilionária do G20, que vai investir na cura e no tratamento da pandemia. Até agora não existe uma vacina para o coronavírus, e o diretor da OMS disse que a previsão para o aparecimento de uma é em até 18 meses.

Últimas