Internacional Onda de calor no Canadá e nos EUA deixa dezenas de mortos

Onda de calor no Canadá e nos EUA deixa dezenas de mortos

Pelo menos 69 pessoas morreram nos últimos dias na região de Vancouver, no oeste do Canadá, em sua maioria idosos

AFP
Termômetro em Vancouver marcava o equivalente a 46,7° no domingo

Termômetro em Vancouver marcava o equivalente a 46,7° no domingo

Nathan Howard / Getty Images via AFP - 27.6.2021

Pelo menos 69 pessoas na área de Vancouver morreram em uma onda de calor recorde que tomou o oeste do Canadá e o noroeste dos Estados Unidos, informou a polícia nesta terça-feira (29).

Leia também: Incêndios na costa oeste dos EUA aumentam com onda de calor

A maioria dos mortos nos subúrbios de Burnaby e Surrey, em Vancouver, nas últimas 24 horas eram idosos ou pessoas com problemas de saúde subjacentes, de acordo com a Real Polícia Montada do Canadá (RCMP).

"Embora ainda esteja sendo investigado, acredita-se que o calor é um fator que contribuiu para a maioria das mortes", disse em um comunicado o cabo Michael Kalanj, da RCMP.

As mudanças climáticas estão fazendo com que temperaturas recordes se tornem mais frequentes. Globalmente, a década de 2010 a 2019 foi a mais quente já registrada, e os cinco anos mais quentes foram todos nos últimos cinco anos.

O calor escaldante que se estende de Oregon aos territórios árticos do Canadá foi atribuído a uma crista de alta pressão que retém o ar quente da região.

Recorde de calor

Na segunda-feira, o Canadá teve um novo recorde histórico de alta temperatura, com 47,9 graus Celsius registrados em Lytton, na Colúmbia Britânica, cerca de 250 quilômetros a leste de Vancouver.

Os meteorologistas esperavam um novo recorde nesta terça-feira, prevendo um calor de 48,9 graus Celsius no oeste do Canadá.

As temperaturas nas cidades de Portland, Oregon, e Seattle, Washington, no noroeste do Pacífico dos Estados Unidos, atingiram níveis nunca vistos desde o início da manutenção de registros na década de 1940: 46,1 graus Celsius em Portland e 42,2 em Seattle, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia.

A Environment Canada emitiu alertas para a Colúmbia Britânica, Alberta e partes de Saskatchewan, Manitoba, Yukon e os Territórios do Noroeste, dizendo que a "onda de calor prolongada, perigosa e histórica persistirá durante esta semana".

O Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA emitiu um aviso semelhante, instando as pessoas a "permanecer em prédios com ar-condicionado, evitar atividades extenuantes ao ar livre, beber muita água e verificar como estão seus familiares/vizinhos".

Últimas