CRISE HUMANITÁRIA
Internacional ONG alemã socorre 100 migrantes diante do litoral da Líbia

ONG alemã socorre 100 migrantes diante do litoral da Líbia

Organização Mission Lifeline informou que pessoas navegavam em um bote em condições precárias e estavam em visível situação de dificuldade

A ONG alemã Mission Lifeline informou nesta segunda-feira (26), nas redes sociais, que socorreu 100 migrantes que estavam em um bote inflável que afundava diante do litoral da Líbia.

A organização explicou nas redes sociais que estas pessoas navegavam em um bote em condições precárias e estavam em visível situação de dificuldade.

Além disso, informou que a Guarda Costeira da Líbia "ameaçou" a tripulação da embarcação alemã "Eleonora" e chegou a se aproximar a uma distância de 50 metros, o que provocou o nervosismo das pessoas, que pensavam que seriam levadas de novo à Líbia e "não queriam voltar".

Crise dos resgates

O resgate acontece depois que neste mês de agosto a ONG espanhola Open Arms ficou por quase 20 dias com 160 migrantes a bordo no Mediterrâneo esperando a autorização de algum país para um porto, até que a Justiça italiana ordenou finalmente o desembarque na ilha de Lampedusa (sul).

O navio humanitário "Ocean Viking", fretado pelas ONGS Médicos sem Fronteiras (MSF) e SOS Méditerranée, esperou durante duas semanas no mar, até que os 356 migrantes que estavam a bordo puderam desembarcar na sexta-feira em Malta, e serão distribuídos entre seis países europeus - Alemanha, França, Irlanda, Luxemburgo, Portugal e Romênia.