ONU: fechamento de cantinas escolares afeta 300 mi de crianças

Muitos estudantes de escolas fechadas por conta da pandemia de coronavírus são de famílias desfavorecidas que dependem dessas refeições

Escola nos EUA distribui lanches mesmo fechada: 100 países cancelaram aulas por covid-19

Escola nos EUA distribui lanches mesmo fechada: 100 países cancelaram aulas por covid-19

Jim Lo Scalzo / EFE-EPA - 18.3.2020

O cancelamento das aulas em cerca de 100 países devido à pandemia da covid-19, que afeta 860 milhões de crianças, significa que 300 milhões não podem se alimentar nas cantinas escolares, e muitas delas são de famílias desfavorecidas que dependem dessas refeições, alertou nesta sexta-feira (20) as Nações Unidas.

Elisabeth Byrs, porta-voz do PMA (Programa Mundial de Alimentos da ONU), disse hoje, durante entrevista coletiva, que o encerramento das aulas causou a suspensão dos programas de ajuda da organização em 30 países, afetando diretamente cerca de 9 milhões de crianças, um número que aumentará.

- Tire suas dúvidas sobre o coronavírus no especial do R7 -

"O PMA está avaliando possíveis alternativas, incluindo entrega à domicílio de comida, dinheiro ou vale-refeição", além de rações para levar em vez de almoço nas cantinas escolares ainda abertas, explicou a porta-voz.

Além disso, a agência pede que os governos lancem programas de emergência para responder ao coronavírus que incluem crianças em idade escolar como uma população vulnerável, disse Byrs.