Internacional Otan enfrenta 'novos desafios' com Rússia e China, diz Biden

Otan enfrenta 'novos desafios' com Rússia e China, diz Biden

Presidente dos EUA se encontrou com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg antes; reunião de cúpula acontece em Bruxelas

  • Internacional | Do R7, com AFP

Presidente dos EUA, Joe Biden, se reuniu com o secretário-geral da Otan antes da abertura da cúpula

Presidente dos EUA, Joe Biden, se reuniu com o secretário-geral da Otan antes da abertura da cúpula

Olivier Matthys / POOL / AFP

Os líderes da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) iniciaram sua cúpula em Bruxelas nesta segunda-feira (14). 

"Quando estamos juntos, podemos superar qualquer ameaça à nossa segurança. Hoje abrimos um novo capítulo nas relações transatlânticas com a Agenda 2030, uma agenda para o futuro", disse o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg no início do Conselho do Atlântico Norte, o órgão máximo de tomada de decisão da Otan.

Ao chegar à sede da Instituição para a reunião com os demais líderes da aliança, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se encontrou com Stoltenberg e fez um apelo aos países integrantes da Otan para que os membros da aliança enfrentem juntos os "novos desafios" representados por Rússia e China.

"Eu penso que há um reconhecimento crescente nos últimos anos de que temos novos desafios. Nós temos a Rússia, que não está agindo de maneira consistente com o que esperávamos, assim como a China", disse Biden

Neste encontro protocolar com Stoltenberg, Biden insistiu na necessidade de uma "maior coordenação" entre os aliados, em uma referência direta ao mal-estar gerado na organização com a decisão dos Estados Unidos de negociarem sua saída do Afeganistão sem consultar os demais países-membros da aliança militar.

"Quero ser muito claro: a Otan é de uma importância capital para nossos interesses e em si mesma", ressaltou o presidente americano, que voltou a se referir a uma "obrigação sagrada" de seu país com a Aliança Atlântica.

Últimas