Menino no poço: o resgate de Julen
Internacional Pai de bebê salva após cair em poço se comove com novo caso: 'Terrível'

Pai de bebê salva após cair em poço se comove com novo caso: 'Terrível'

Chip McClure, pai de Jessica, que caiu em poço nos anos 1980, diz que torce por final feliz em drama semelhante na Espanha: 'Conheço o sentimento'

O Resgate de Jessica

Em 1987, resgate de Jessica ganhou repercussão

Em 1987, resgate de Jessica ganhou repercussão

U.S. National Archives and Records Administration/Domínio público

Na cidade de Totalán, ao sul da Espanha, cem membros de equipes de resgate tentam localizar Julen — garoto de dois anos que caiu em um poço de água enquanto estava com sua família em um sítio no último domingo (13).

Do outro lado do Oceano Atlântico, em Georgetown, no estado americano do Texas, o empresário Chip McClure acompanha os desdobramentos do caso com apreensão: “Conheço o sentimento dos familiares. Sei como é terrível a sensação de não poder fazer nada”, afirma, em entrevista ao R7.

McClure, de 49 anos, é pai de Jessica, que se tornou famosa em 1987, quando, com apenas um ano e meio de idade, caiu em um poço abandonado que ficava no quintal de sua casa.

O final da história, como se sabe, é feliz — e foi transmitido ao vivo para todo o mundo pela rede de notícias americana CNN. A garota foi salva com vida três dias após a queda, graças a uma tecnologia de perfuração de poços e a saga foi retratada no filme O Resgate de Jessica, lançado em 1989.

“À época em que aconteceu, eu tinha apenas 18 anos. Foi tudo muito desafiador. Mas eu imagino que este caso do garoto da Espanha seja ainda mais difícil — já que o poço em que ele caiu é mais estreito e tem 110 m de profundidade”, afirma McClure. Ele lembra que sua filha ficou presa a 6,7 m abaixo da terra.

Ao R7, o americano diz que não sabe precisar de que forma a experiência moldou sua trajetória como pai. “Não sei explicar se isso mudou quem eu era e sou. Mas para mim e para todos os que acompanharam a história, acredito, a lição foi de cuidar das crianças mais de perto. Me parece que o menino na Espanha estava também com sua família quando caiu. A Jessica estava no quintal de casa — esses lugares sempre aparentam segurança.”

Chip McClure torce por resgate de garoto na Espanha

Chip McClure torce por resgate de garoto na Espanha

Reprodução/Facebook

Depois de ser resgatada, Jessica teve de se submeter a mais de dez cirurgias para tratar dos pés feridos pelo acidente. No hospital, sua família recebeu um telefonema do então presidente dos Estados Unidos Ronald Reagan e uma visita do vice, George H. W. Bush.

McClure conta que atualmente a filha tem 32 anos e é mãe de duas crianças. “Até o ano passado, ela era professora-assistente de alunos com necessidades especiais. Hoje se dedica à maternidade em tempo integral”, aponta.

“O mais incrível de tudo é que ela cresceu como uma criança comum. Não há nada de pretensioso na personalidade dela e ela não se considera famosa de forma alguma.”

Aos pais do garoto Julen, a mensagem de Chip McClure é de esperança: “O que eu diria a eles é que Deus é um Deus de milagres. O mundo está assistindo e orando por eles. Eu e minha família acreditamos que essa história também vai ter um final feliz”, conclui.

Menino no poço

A Guarda Civil espanhola ainda tenta localizar o garoto Julen — que permanece desaparecido na cavidade de 110 metros de profundidade e 25 centímetros de largura. Na segunda-feira (14), por conta do formato estreito do poço, as equipes usaram uma pequena câmera robótica para tentar alcançar o fundo. Aos 73 m de profundidade, entretanto, o equipamento esbarrou em uma obstrução de terra, onde foram encontrados um saco de doces e um copo plástico que os socorristas creem pertencer ao menino.

Poço em que menino caiu tem 25 cm de largura

Poço em que menino caiu tem 25 cm de largura

EFE/Bomberos Málaga/15.01.2019

Desde terça-feira (15), desta forma, os agentes tentam escavar, com maquinaria pesada, uma rota alternativa para chegar até Julen. A Guarda Civil ainda não sabe com exatidão o paradeiro do garoto, mas não trabalha com outra linha de investigação que não seja a da queda no poço — que teria sido feito há algumas semanas para a extração de água. 

Nesta quarta (16), os serviços de resgate encontraram cabelo da criança de dois anos entre o material sólido extraído do local. "Isto nos leva a confirmar a estratégia no poço para tentar alcançar o lugar onde se encontra o menor", explicou à imprensa o diretor da Guarda Civil, Félix Azón.