Internacional Pai de criança que matou mãe com tiro acidental é preso na Flórida

Pai de criança que matou mãe com tiro acidental é preso na Flórida

Companheiro da vítima é acusado de homicídio por negligência ao deixar arma carregada ao alcance da criança de 2 anos

AFP
Shamaya participava de uma reunião virtual de trabalho quando foi baleada na cabeça pelo filho

Shamaya participava de uma reunião virtual de trabalho quando foi baleada na cabeça pelo filho

Reprodução / Twitter

A polícia prendeu um homem acusado de homicídio por negligência na Flórida, nos Estados Unidos, depois que o filho de dois anos encontrou uma arma carregada em sua mochila e matou a mãe com um disparo na cabeça.

Leia também: Noruega: Polícia confirma 5 mortos em ataque com arco e flecha

A prisão de Veondre Avery, de 22 anos, aconteceu na terça-feira (12) em Altamonte Springs, no centro do estado, segundo a polícia local.

Os fatos, que também renderam a Avery uma acusação de armazenamento indevido de arma de fogo, aconteceram em 11 de agosto em sua residência.

Tragédia na Flórida

Naquele dia, sua companheira, Shamaya Lynn, de 21 anos, conversava com colegas de trabalho por videochamada quando, de repente, caiu de costas e não voltou a aparecer na tela.

Uma colega da jovem telefonou para a polícia e contou que tinha ouvido um barulho antes de Lynn cair da cadeira.

Assim que chegaram na casa da vítima, os agentes flagraram Avery tentando reanimar sua companheira, que tinha sido atingida por um tiro na cabeça, segundo o escritório da promotoria estadual.

A investigação policial constatou que Avery deixara uma pistola carregada, sem acionar a trava de segurança, na mochila de seu filho, decorada com imagens do desenho animado "Patrulha Canina".

O menino pegou a arma, se aproximou da mãe enquanto ela conversava com seus colegas de trabalho e conseguiu dispará-la.

Roberto Ruiz Jr., um agente da polícia de Altamonte Springs, deu detalhes sobre a prisão em uma coletiva de imprensa.

"Talvez não fosse algo que essa pessoa quisesse fazer", disse sobre Avery e a morte de Lynn. "Mas agora ele tem que arcar com as consequências".

"Como proprietário de uma pistola, é sua responsabilidade ter cuidado com essas armas", frisou o policial.

O crime de homicídio por negligência é punido na Flórida com até 15 anos de prisão, segundo a lei estadual.

Últimas