Pai e filha que riam de bombas na Síria se refugiam na Turquia

A família da pequena Sawa agora está em Sarmada, próximo da fronteira da Síria com a Turquia, e já estão distantes do conflito armado

Abdalla Mohamed e Sawa inventam "jogo" para se distrair com bombas na Síria

Abdalla Mohamed e Sawa inventam "jogo" para se distrair com bombas na Síria

Reprodução / Reuters TV

A menina que aprendeu a rir das bombas na Síria com o pai está fora de perigo. A família foi retirada das proximidades de Idlib, onde os conflitos se intensificaram nas últimas semanas, e foram levados para Sarmada, próximo da fronteira com a Turquia. 

Leia mais: Ataques do Exército da Síria matam 19 civis em Idlib, denuncia ONG

Já na Turquia, Sawa brinca com pelúcia no chão

Já na Turquia, Sawa brinca com pelúcia no chão

Reprodução/Twitter

Sawa tem apenas 3 anos e nasceu em meio à guerra na Síria. O conflito entre forças do governo, oposicionistas, milícias, jihadistas e tropas de outros países completa oito anos de combates espalhados por quase todo o território do país.

O vídeo foi publicado por um amigo turco do pai da menina chamado Mehmet Algan. As autoridades, então, decidiram ajudar a família a deixar a região.

O pai comemorou a saída do país em guerra e afirmou que não pretende voltar enquanto ela existir.

EM VÍDEO: Na Síria, pai inventa brincadeira para filha rir em meio à guerra

_