Pandemia está entrando em fase 'nova e perigosa', alerta OMS

O diretor-general da organização afirmou que os países querem reabrir a vida social e a economia, mas frisou que é preciso manter 'uma vigilância extrema'

Tedros Adhanom anunciou um número recorde de casos  em 24 horas

Tedros Adhanom anunciou um número recorde de casos em 24 horas

Reprodução/YouTube/World Health Organization (WHO)

O diretor-general da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, advertiu nesta sexta-feira que a pandemia do novo coronavírus está entrando em uma "nova e perigosa fase", após ter sido registrado um número recorde de mais de 150 mil casos de covid-19 em um só dia no planeta.

Leia mais: OMS recomenda medidas sanitárias enquanto covid-19 seguir ativa

"Quase a metade desses casos foram reportados na América, com números elevados também no sul da Ásia e Oriente Médio", afirmou o dirigente, ao alarmar que "o vírus continua se expandindo rápido, ainda é mortal e muita gente pode contraí-lo".

Adhanom admitiu que "muita gente, compreensivelmente, está cansada de ficar em casa, e os países querem reabrir a vida social e a economia', mas frisou que é preciso manter "uma vigilância extrema".

"Continuem mantendo distância em relação aos outros, fiquem em casa caso se sintam doentes, sigam cobrindo o nariz e a boca ao tossir, usem máscara quando for necessário e não deixem de lavar as mãos", aconselhou.

O chefe da OMS também pediu para que os serviços de saúde continuem focados na pesquisa, no isolamento, na realização de testes e cuidando de cada caso, "monitorando e colocando em quarentena qualquer um que tiver contato com eles".