Internacional Paradeiro de jornalista detido em Mianmar segue desconhecido

Paradeiro de jornalista detido em Mianmar segue desconhecido

Chefes de Danny Fenster, um cidadão norte-americano, não conseguem contatá-lo desde sua detenção, em 24 de maio

AFP
Fenster trabalha há um ano no jornal Frontier Myanmar

Fenster trabalha há um ano no jornal Frontier Myanmar

Reprodução: YouTube

Os chefes do jornalista americano Danny Fenster, detido há uma semana pelas autoridades de Mianmar, informaram, nesta segunda-feira (31), que continuam ser ter notícias dele.

O redator-chefe do jornal Frontier Myanmar, Danny Fenster, de 37 anos, um cidadão norte-americano, foi detido em 24 de maio quando tentava embarcar em um avião para sair do país asiático presidido por uma junta militar desde o golpe em 1º de fevereiro.

"Apesar das muitas tentativas, o Frontier Myanmar ainda não conseguiu confirmar com as autoridades a razão pela qual Danny foi detido", diz o jornal.

"Não fomos informados das acusações que pesam contra ele, se existirem, e não conseguimos contatá-lo. Não recebemos a mínima informação das autoridades sobre sua detenção", acrescentou.

Mianmar vive em meio ao caos, com manifestações quase diárias, um movimento de desobediência civil, e sua economia está paralisada desde o golpe.

A repressão dos opositores pelo exército causou mais de 800 mortes. Dezenas de milhares de civis foram deslocados em confrontos entre o exército e milícias étnicas, que são muitas no país.

O departamento de Estado dos EUA se mostrou "profundamente preocupado" com Fenster e pediu que ele seja libertado "imediatamente".

Segundo o Frontier Myanmar, o jornalista, que trabalha no veículo há cerca de um ano, está preso no presídio de Insein em Yangon.

Myanmar ocupa o 140º lugar de 180 países na classificação mundial de liberdade de imprensa de 2021, realizada pela ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF).

Últimas