Internacional Parlamento do Kosovo se dissolve para antecipar eleições legislativas

Parlamento do Kosovo se dissolve para antecipar eleições legislativas

O presidente da Câmara, Qadri Veseli, informou que a convocação às urnas após a renúncia do premiê 'não é uma opção e sim uma decisão correta'

Parlamento do Kosovo se dissolve para antecipar eleições legislativas

Ramush Haradinaj renunciou no dia 19 de julho

Ramush Haradinaj renunciou no dia 19 de julho

Laura Hasani/Reuters - 19.7.2019

O Parlamento do Kosovo deve anunciar a dissolução em uma sessão especial convocada para o dia 22, para dar passo à realização de eleições legislativas antecipadas, segundo informou a presidência nesta segunda-feira (5).

"A dissolução do Parlamento possibilitará ao presidente (do país) determinar automaticamente a data da realização das eleições", declarou hoje o presidente da Câmara, Qadri Veseli, citado pelo portal Koha.

Depois da renúncia do primeiro-ministro, Ramush Haradinaj, em 19 de julho, a convocação dos cidadãos às urnas "não é só uma opção ou uma alternativa, mas uma decisão correta para os cidadãos", opinou Veseli.

Nos últimos dias, foi descartada a possibilidade de o presidente kosovar encomendar a outro político a formação de um novo governo, já que a maioria dos partidos se posicionou a favor da antecipação das legislativas.

Segundo as normas vigentes no país, depois da dissolução do Parlamento, o presidente do Kosovo, Hashem Thaci, tem um prazo de dez dias para determinar a data das eleições, que por sua vez deverão ser realizadas entre 30 e 45 dias depois.

Haradinaj, líder da nacionalista Aliança para o Futuro de Kosovo (AAK) e antigo comandante guerrilheiro, que liderava o governo desde 2017, renunciou após ter sido citado como suspeito por um tribunal especializado de crimes de guerra no Kosovo.