Internacional Parques da Disney na Califórnia só voltarão a abrir em janeiro de 2021

Parques da Disney na Califórnia só voltarão a abrir em janeiro de 2021

Grupo Walt Disney já anunciou a demissão de 28 mil trabalhadores de seus parques temáticos nos EUA devido à crise econômica causada pela Covid-19

  • Internacional | Da EFE

Disney na Califórnia segue fechada até janeiro de 2021

Disney na Califórnia segue fechada até janeiro de 2021

EFE/Str/Archivo

Os parques da Disney na Califórnia, nos EUA, permanecerão fechados pelo menos até janeiro de 2021, quase dez meses depois de ter fechado as portas para visitantes no início da pandemia do novo coronavírus.

Em uma conferência com analistas do mercado, o CEO da Disney, Bob Chapek, disse nesta quinta-feira (12) estar "extremamente desapontado" com as autoridades do estado americano por impedirem a reabertura agora, algo que a companhia conseguiu em outros de seus parques, como os de Flórida, França e China, embora em alguns casos tenha tido que fechá-los novamente semanas depois.

As instalações da Disney na cidade de Anaheim, que empregavam cerca de 31.000 pessoas, estão fechadas desde meados de março, no início da crise sanitária.

A empresa elaborou um plano para reabrir seus dois parques na Califórnia - Disneyland e California Adventure - em julho, mas o processo foi cancelado quando casos de coronavírus dispararam novamente em todo o estado, forçando as autoridades a reverter as licenças comerciais.

28.000 trabalhadores demitidos

O grupo Walt Disney anunciou em setembro a demissão de 28.000 trabalhadores de seus parques temáticos nos Estados Unidos devido à crise econômica causada pela Covid-19.

Os cortes afetaram o Departamento de Parques Recreativos, Produção e Experiência, de acordo com um comunicado assinado pelo presidente desta seção, Josh D'Amaro.

De acordo com a empresa, 67% dos trabalhadores que perderam seus empregos estavam contratados em tempo parcial. No total, a divisão de parques e recreação da Walt Disney conta com mais de 100.000 funcionários.

Últimas