Novo Coronavírus

Internacional Pequena ilha turística do Pacífico está livre da covid-19 e vacinada

Pequena ilha turística do Pacífico está livre da covid-19 e vacinada

Todos os adultos com mais de 16 anos já foram vacinados. País se isolou durante pandemia e não tem mais casos da doença

Todos os adultos com mais de 16 anos já foram vacinados

Todos os adultos com mais de 16 anos já foram vacinados

Bienvenido Velasco/EFE - 21.5.2021

Taboga, uma pequena e exótica ilha do Panamá na costa do Pacífico, está livre da covid-19, e sua população com mais de 16 anos de idade completou a vacinação contra a doença na sexta-feira (22), o que abre uma janela para a recuperação do turismo, vital para a sua sobrevivência.

A ilha de 5,9 quilômetros quadrados e cerca de 1 mil habitantes é a maior do pequeno arquipélago de Las Perlas, localizada no Golfo do Panamá, como explica seu website.

"Neste momento temos 0 casos de covid-19 na ilha de Taboga", declarou a chefe de Saúde Pública da Região Metropolitana de Saúde do Ministério da Saúde (Minsa), Ana Lorena Chang, à Agência Efe.

Chang liderou nesta quinta em Tobaga uma jornada para administrar a segunda dose da vacina contra a covid a toda a população com mais de 16 anos de vida nesta e nas outras ilhas habitadas do arquipélago.

"Por ser uma área de difícil acesso, foi decidido vacinar toda a população acima de 16 anos, mulheres grávidas, professores, e isso faz uma cobertura de cerca de 1,8 mil pessoas na ilha de Taboga, que inclui as ilhas de Otoque Leste e Otoque Oeste", destacou a funcionária do Minsa.

Yarineth Martínez, uma jovem de 23 anos, é uma das habitantes do município que recebeu nesta sexta-feira a segunda injeção. Apesar da felicidade com a imunização, ela ressaltou que a população precisa continuar se cuidando.

"Não devemos baixar a guarda, temos que continuar cuidando de nós mesmos, mesmo que tenhamos recebido a vacina, porque isso (pandemia) vai durar um pouco mais", declarou Martínez à Efe.

Taboga está localizada a cerca de 12 milhas náuticas (22,2 quilômetros) da Cidade do Panamá. Ela praticamente se isolou com o surto da pandemia no país centro-americano, que acumula 372,8 mil casos confirmados e 6.314 mortes e atravessou duas fortes ondas de contágio.

"O maior número de casos neste lugar foi registrado em janeiro, com cerca de 16, mas agimos rapidamente. Isso fez com que a população daquela época até agora permanecesse em 0 casos e o mesmo acontece nas outras ilhas", explicou Chang.

As águas cristalinas das praias de Taboga, azuis e verdes, são sua principal atração, mas também a riqueza de sua flora, o que a leva a ser chamada de 'Ilha das Flores'.

"Graças ao cuidado rigoroso que tivemos com nossos residentes, conseguimos abrir com sucesso as praias, o que hoje está fazendo com que os negócios em Taboga se recuperem pouco a pouco", afirmou à Efe a prefeita da ilha, Magaly Ricord.

A política salientou a importância da vacinação, por proteger os residentes, em primeiro lugar, e também os turistas, que, segundo ela, são aguardados com muita receptividade.

"A mensagem para os turistas é que, por favor, quando você vier a Taboga, tome todas as medidas de biossegurança. Os tabagãs estão esperando por eles de braços abertos. Eles (residentes) têm se comportado muito bem, estão cumprindo todas as medidas de biossegurança, e também esperamos que os turistas nos apoiem", avisou.

Últimas