Novo Coronavírus

Internacional Pequim aumenta nível de alerta após novo surto de covid-19

Pequim aumenta nível de alerta após novo surto de covid-19

Autoridades tentam frear a propagação de um novo surto da doença, identificado no principal mercado da capital chinesa na semana passada

  • Internacional | Da EFE

Pequim aumentou o nível de alerta após registrar novo surto de covid-19

Pequim aumentou o nível de alerta após registrar novo surto de covid-19

Stringer / EFE - EPA - 15.6.2020

Autoridades de Pequim decidiram aumentar o nível de resposta a emergências nesta terça-feira (16), uma tentativa de frear a propagação de um novo surto de covid-19 identificado no principal mercado da capital chinesa na semana passada.

O governo municipal informou que esse novo surto, identificado na última quinta-feira (11), já resultou em mais de cem casos da doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2.

A subsecretária-geral do governo municipal, Chen Bei, anunciou a medida em entrevista coletiva. O nível de alerta subiu do terceiro para o segundo, o que aumentará a rigidez dos controles sobre o estado de saúde da população, inclusive com a medição da temperatura.

Estão suspensas todas as aulas presenciais de ensino primário, secundário e superior. A recomendação é que as pessoas trabalhem de casa, enquanto as comunidades em áreas de alto risco — com casos confirmados — ficarão isoladas e ninguém terá autorização para sair.

Também serão fechados os mercados subterrâneos. Bibliotecas, museus e parques ficarão abertos por tempo reduzido e com apenas 30% da capacidade.

A medida ainda suspende os voos entre províncias e proíbe viagens em grupo, anunciou Chen, que explicou que "a situação em Pequim continua sendo grave".

Segundo a subsecretária-geral, os moradores de áreas de risco médio-alto e pessoas relacionadas ao mercado de Xinfadi, onde se originou o surto, estão proibidos de deixar Pequim por enquanto. Quem quiser sair da cidade precisará apresentar um exame de coronavírus com resultado negativo uma semana antes de viajar.

Veja também: Primeira-dama ucraniana é internada após pegar covid-19

De acordo com o governo municipal, o vírus foi causado por uma transmissão entre humanos ou por "contaminação ambiental". As novas medidas não significam que o trabalho e a produção precisam ser interrompidos, mas a recomendação é que trabalhar de casa sempre que possível e usar máscaras em lugares fechados.

Com mais 27 casos de covid-19 confirmados nas últimas 24 horas, Pequim chegou a 106 contágios derivados do novo surto, situação considerada "extremamente preocupante" pelo governo.

Fotos pelo mundo: a incrível onda de gafanhotos e os protestos na Europa

Últimas