China

Internacional Pequim cancela voos e fecha escolas por chegada de tempestade

Pequim cancela voos e fecha escolas por chegada de tempestade

Autoridades meteorológicas alertaram sobre 'chuvas extremas' com trovões e relâmpagos durante a semana

AFP

Carlos Garcia Rawlins/Reuters - 12.7.2021

A capital chinesa cancelou centenas de voos na segunda-feira (12)  e fechou escolas e locais turísticos, devido a chuvas torrenciais e ventos fortes.

As autoridades de Pequim recomendaram aos moradores que fiquem em casa para se proteger da tempestade mais forte do ano.

A previsão é de que até 100 milímetros de chuva caiam durante o dia em algumas áreas da cidade, onde cerca de 700 voos foram cancelados, de acordo com a Variflight, empresa especializada em serviços de dados de aviação civil. 

Autoridades meteorológicas alertaram sobre "tempestades extremas" com trovões e relâmpagos da noite de domingo até segunda-feira em Pequim e nas áreas vizinhas.

Um deslizamento de terra foi registrado em um dos bairros ao norte da cidade e, de acordo com imagens do CCTV, as pedras que caíram bloquearam uma estrada. 

As crianças ficaram sem aula nesta segunda-feira, e os pontos turísticos, como uma parte da Grande Muralha, fecharam. Alguns dos trens de condução automática de Pequim serão operados manualmente, informou a imprensa local. 

Também houve tempestades na cidade vizinha de Tianjin, e as autoridades meteorológicas alertam para a inundação de 14 rios.

As inundações são frequentes durante a estação chuvosa na China, mas pioraram ao longo das décadas, em parte devido à construção generalizada de barragens e diques que cortaram as conexões entre o rio e os lagos adjacentes e os terrenos inundáveis que absorviam parte da água.

Últimas