Internacional Pequim perde para Filipinas ação sobre o Mar do Sul da China

Pequim perde para Filipinas ação sobre o Mar do Sul da China

90% das águas do Mar do Sul da China que são reivindicadas por Pequim são internacionais

O governo chinês respondeu, por meio de representantes diplomáticos, que "não aceita ou reconhece" a sentença

O governo chinês respondeu, por meio de representantes diplomáticos, que "não aceita ou reconhece" a sentença

REUTERS/Nguyen Minh/Files

A CPA (Corte Permanente de Arbitragem) de Haia, na Holanda, favoreceu as Filipinas na disputa com a China pelo controle de atóis e recifes de posicionamento estratégico no Mar do Sul da China.

Segundo os magistrados, o governo de Pequim não tem base legal para reclamar o controle da região.

Ainda de acordo com a decisão, 90% das águas do Mar do Sul da China que são reivindicadas por Pequim na verdade são internacionais.

O governo chinês respondeu, por meio de representantes diplomáticos, que "não aceita ou reconhece" a sentença. Ainda de acordo com nota publicada pela agência estatal chinesa "Xinhua", o país "indicou múltiplas vezes que a CPA, a qual compareceu de forma unilateral o governo filipino, não tem nenhuma jurisdição sobre o tema".

Essa é a primeira vez que o tribunal, respaldado pela ONU (Organização das Nações Unidas), se pronuncia sobre o caso, cujas proporções vem aumentando nos últimos anos.

Especialistas acreditam que a sentença deve ampliar a tensão diplomática para que Pequim desacelere sua expansão militar nesta área sensível, em curso desde 2013.

Cientistas chineses anunciam criação de embriões humanos imunes ao HIV

A região se trata de uma significativa reserva de gás natural e petróleo e também está sendo disputada por outras nações da região, como Vietnã, Malásia, Brunei e Taiwan.

Últimas