Reino Unido

Internacional Pior tiroteio no Reino Unido em 10 anos deixa cinco mortos

Pior tiroteio no Reino Unido em 10 anos deixa cinco mortos

Uma das vítimas fatais foi uma criança de 3 anos e dois dos feridos se recuperam no hospital; o crime aconteceu na noite de 5ª

AFP
Polícia isolou a cena do crime na cidade portuária de Plymouth

Polícia isolou a cena do crime na cidade portuária de Plymouth

Niklas Hallen / AFP - 13.8.2021

Cinco pessoas, entre elas uma menina de três anos, morreram baleadas na noite de quinta-feira (12) na cidade de Plymouth, no sudoeste da Inglaterra. O autor do ataque, um homem de 22 anos, cometeu suicídio, no pior tiroteio do país nos últimos dez anos.

Leia também: Rússia: explosão em ônibus deixa 1 morto e pelo menos 17 feridos

Os investigadores descartaram, até o momento, qualquer motivação terrorista e estão analisando o perfil psicológico de Jake Davison. Reunidas pela imprensa britânica, suas mensagens nas redes sociais revelam tendências depressivas.

Segundo os primeiros elementos da investigação, o indivíduo é suspeito de ter matado uma mulher de sua família antes de sair à rua e assassinar outras quatro pessoas na quinta-feira à noite em Plymouth. Testemunhas relataram que ele teria usado uma escopeta.

Depois se suicidou antes da chegada das forças de segurança, informou o chefe da polícia de Devon e de Cornualles, Shaun Sawyer. Entre as vítimas há uma menina de três anos. Dois feridos se recuperam no hospital. Esse foi o pior tiroteio no Reino Unido desde 2010.

Este país, onde os policiais não costumam andar armados e este tipo de incidente é raro, possui uma das legislações mais rigorosas do mundo para o controle de armas, depois do tiroteio em um colégio de Dunblane (Escócia) em 1996, onde 16 pessoas morreram em poucos minutos. 

O primeiro-ministro Boris Johnson enviou suas condolências aos familiares das vítimas deste "trágico incidente".

"Não tenho mais vontade de nada"

Cidade do sudoeste de 262.000 habitantes, Plymouth abriga a maior base naval na Europa ocidental, incluindo submarinos nucleares e grandes navios de guerra.

Os serviços de emergência receberam às 12h11 (horário de Brasília) as denúncias de tiros no bairro residencial de Keyham, em Plymouth, perto das docas da cidade.

"Ao chegar no local, duas mulheres e dois homens estavam mortos", disse a polícia em um comunicado na madrugada desta sexta-feira, após horas de incerteza sobre o ocorrido.

"Outro homem, que acreditamos ser o autor do ataque, também estava morto no local", acrescentou o comunicado.

Em vídeos publicados no Youtube sob o nome de Professor Waffle, o suposto autor do tiroteio se queixa de seus problemas para ficar com mulheres e perder peso. Também se descreve como "gordo" e "virgem" e aparece tentando ficar musculoso

"Não tenho mais vontade de fazer nada", afirmou em seu último vídeo. "Sempre na mesma casa, a mesma situação, a mesma posição", lamenta.

Em sua conta do YouTube, deu várias "curtidas" em vídeos de armas de fogo e seguia um canal do movimento misógino "Incel" (abreviação de "celibato involuntário", em inglês) que inspirou vários atentados nos Estados Unidos.

Na televisão, a ministra do Interior, Priti Patel, afirmou que "lições" serão aprendidas desse tiroteio, "principalmente se há fatores-chave como a atividade na internet e (...) a arma de fogo".

Últimas