Polícia prende organizador de protesto em Hong Kong

Ventus Lau foi preso sob acusação de 'obstruir a administração policial' e violar os termos estabelecidos pela permissão para realizar manifestação

Tyrone Siu/Reuters - 19.1.2020

Um notório ativista pró-democracia de Hong Kong foi preso pela polícia, disse a organização a qual ele pertence nesta segunda-feira (20), depois de uma manifestação que ele ajudou a organizar no distrito financeiro da cidade um dia antes se tornar violenta, com policiais disparando gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.

Ventus Lau foi preso no domingo à noite sob acusação de "obstruir a administração policial" e violar os termos estabelecidos quando foi dada a permissão para a manifestação, disse a Equipe de Reunião Civil de Hong Kong em comunicado.

Manifestação estática

Os organizadores inicialmente solicitaram uma permissão — conhecida como carta de não-objeção — para uma marcha, mas a polícia concordou apenas com uma manifestação estática em um parque no distrito central da cidade.

Mas conforme a multidão se espalhou por ruas do entorno, alguns manifestantes bloquearam vias com barricadas de guardas-chuvas, cones de trânsito e outros objetos.

A polícia então determinou o encerramento do protesto e começou a dispersar a multidão.

"Primeiramente foram os atos violentos de desordeiros que levaram à suspensão da reunião", disse o superintendente Ng Lok-chun a jornalistas.

"O organizador violou os acordos estabelecidos na carta de não-objeção, fracassou em ajudar a manter a ordem no evento de reunião pública, é por isso que prendemos o senhor Lau."

Milhares de pessoas celebram os 6 meses de protestos em Hong Kong