Pompeo e rei saudita fazem 1ª reunião desde a morte de Soleimani

O representante americano se encontrará também com o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman para discutir sobre como enfrentar 'ameaças do Irã'

Pompeo e rei Salman discutiram esforços conjuntos EUA-Arábia Saudita na região

Pompeo e rei Salman discutiram esforços conjuntos EUA-Arábia Saudita na região

Bandar Algaloud/Reuters - 15.04.2018

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, se reuniu nesta quinta-feira (20), em Riad, com o rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdul Aziz al Saud, pela primeira vez desde que os Estados Unidos mataram o general iraniano Qasem Soleimani no Iraque, no dia 3 de janeiro.

Durante a reunião, Pompeo e o rei Salman "revisaram as relações bilaterais, os eventos internacionais e regionais e os esforços de ambos os países em relação a esses eventos", informou a agência oficial de notícias saudita "SPA", sem oferecer mais detalhes.

O Ministério das Relações Exteriores saudita divulgou fotos da reunião no Twitter. As imagens mostram que o ministro das Relações Exteriores saudita Faisal bin Farhan acompanhou o monarca na reunião, que também contou com a presença de uma delegação dos EUA.

Pompeo chegou a Riad na quarta-feira (19), como parte de uma viagem pela África Subsaariana e pelo Golfo Pérsico. O representante americano se encontrará com o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman nos próximos dias para discutir, entre outras coisas, sobre como enfrentar "ameaças do Irã", que é inimigo do regime saudita.

"Estou feliz por voltar a Riad para discutir o forte compromisso do governo dos EUA com a segurança da Arábia Saudita e a necessidade contínua de nos unirmos para responder o comportamento maligno do Irã na região", disse Pompeo em tweet publicado na noite passada.

O secretário americano permanecerá na cidade até sexta-feira (21), para depois ir a Omã. Esta é a primeira visita de Pompeo a Riad neste ano, que começou marcado pelo aumento da tensão no Oriente Médio após o assassinato do general iraniano Qasem Soleiman em uma operação dos Estados Unidos em Bagdá.