Coronavírus

Internacional Portugal libera ocupação de 100% pelo público em eventos esportivos

Portugal libera ocupação de 100% pelo público em eventos esportivos

Pessoas só poderão acessar os estádios com o certificado de vacinação e terão de manter o uso de máscara de proteção

Agência EFE
Apresentação de certificado de vacinação será obrigatória para acesso aos eventos

Apresentação de certificado de vacinação será obrigatória para acesso aos eventos

EFE/Mar Marín

A Direção Geral de Saúde de Portugal (DGS) divulgou, nesta quinta-feira (30), uma nova orientação que permite a ocupação total das instalações esportivas do país a partir de amanhã.

De acordo com o órgão, todos os assentos das arquibancadas de estádios e ginásios poderão ser ocupados, e as pessoas poderão acessá-los desde que apresentem um certificado de vacinação contra a Covid-19 e mantenham o uso de máscara.

A medida faz parte do terceiro plano de relaxamento, que foi anunciado pelo governo na semana passada, com entrada em vigor a partir de amanhã, diante da redução dos indicadores da pandemia no território português.

Assim, a partir desta sexta-feira (1º), bares e boates poderão reabrir as portas e, além disso, fica eliminada a exigência de certificado de vacinação contra a Covid-19 para entrar em restaurantes e hospedar-se em hotéis.

Os setores gastronômico e comercial deixarão de ter restrições de horário e poderão funcionar com ocupação completa. Também não haverá limitação de presentes em cerimônias de casamento e batizados.

O certificado digital de vacinação será exigido em viagens aéreas ou marítimas e em visitas a asilos e hospitais, onde passará a ser possível a presença de familiares como acompanhantes de pacientes internados.

A máscara, cujo uso já é opcional nas ruas e nos recreios nas escolas, terá que ser usada apenas no transporte público e em casas de espetáculos e grandes centros comerciais, entre outros lugares de grande circulação de pessoas.

Desde o começo da pandemia, Portugal registrou mais de 1 milhão de casos de infecção pelo novo coronavírus e 17.968 mil mortes por Covid-19.

Hoje, de acordo com o balanço mais recente das autoridades do país, 386 pessoas estão internadas com a doença, sendo que 68 permanecem em UTIs. Além disso, quase 85% da população já completou o ciclo de vacinação contra a Covid-19.

Últimas