Brexit: Reino Unido fora da União Europeia
Internacional Premiê britânica diz que Reino Unido mudará de direção com saída da UE

Premiê britânica diz que Reino Unido mudará de direção com saída da UE

May classificou saída da EU como “revolução silenciosa” que expõe falhas do atual Reino Unido

Premiê britânica diz que Reino Unido mudará de direção com saída da UE

Atual primeira-ministra britânica prometeu reformas

Atual primeira-ministra britânica prometeu reformas

Reuters

Para a primeira-ministra britânica, Theresa May, a decisão de deixar a União Europeia representa a demanda pela maior mudança em ao menos uma geração na forma como o Reino Unido é governado.

Nesta semana, May classificou o referendo pela saída da EU como uma “revolução silenciosa” que expõe as falhas do Reino Unido moderno de uma maneira que não pode mais ser ignorada por uma líder inspirada em Margaret Thatcher, Winston Churchill e Clement Attlee.

A primeira-ministra prometeu reformas nos fundamentos – que, no entanto, ainda precisam ser detalhadas – para corrigir problemas. As questões vão desde as elites arrogantes e chefes inescrupulosos quanto a direitos trabalhistas até temas como imigração e a obsessão britânica com privilégios.

“Esse é um ponto de virada para nosso país. Uma chance única em uma geração de mudar a direção de nossa nação para melhor”, disse May a membros do Partido Conservador, atualmente no poder.

“A mudança também tem que vir por conta da revolução silenciosa que ocorreu em nosso país três meses atrás – revolução em que milhões de nossos cidadãos se levantaram e disseram que não estão preparados para serem ignorados por mais tempo”, declarou.

May, que disse que os pobres fizeram os maiores sacrifícios desde a crise financeira de 2008, afirmou que o Reino Unido precisa de escolas seletivas para ajudar estudantes talentosos com condições financeiras desfavoráveis, de uma nova estratégia industrial, de trabalhadores em conselhos de companhias e de mais construções residenciais.

A ex-ministra do Interior, de 60 anos, ocupou o novo cargo em meio ao turbilhão que se seguiu ao referendo em 23 de junho com o voto para a saída da EU, apesar de ter sido uma apoiadora contida da campanha pela permanência no bloco.

David Cameron provoca risos e lágrimas em despedida no Parlamento

É improvável que May seja radical, mas suas palavras indicam que ela planeja algumas das maiores mudanças para a sociedade britânica desde o governo de Thatcher, de 1979 a 1990, ainda que esteja embarcando em uma das negociações mais complexas na história europeia recente: a saída britânica da UE. 

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!