Premiê da Malásia se diz chocado com informações de que avião foi abatido

"Estamos lançando uma investigação imediata", disse Najib Razak em sua conta no Twitter

Agência de notícias russa RT publicou uma foto do que seria o primeiro destroço do avião

Agência de notícias russa RT publicou uma foto do que seria o primeiro destroço do avião

REUTERS/Twitter

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, se declarou chocado nesta quinta-feira (17, sexta-feira no horário local) com as informações de que um avião da Malaysia Airlines foi abatido na Ucrânia e disse que determinou uma investigação.

"Eu estou chocado com as informações sobre queda de um avião da MH. Nós estamos lançando uma investigação imediata", disse Najib em sua conta no Twitter.

MH é o código usado para a companhia Malaysia Airlines.

O avião caiu na Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, deixando 295 mortos.

Avião da Malaysia Airlines foi abatido por míssil, diz assessor ucraniano

Premiê da Ucrânia determina investigação sobre "catástrofe" com avião da Malásia

O Boeing-777 foi abatido por um míssil, afirmou Anton Guerashenko, assessor do ministro do Interior do país em sua página no Facebook.

O avião caiu em uma região que está sob o controle de milicianos separatistas pró-Rússia e que estão em confronto com as forças governamentais da Ucrânia.

Por sua vez, representantes da autoproclamada república popular de Donetsk negaram que disponham de armamento para derrubar um avião que voe a 10 mil metros de altura.

O porta-voz militar da operação antiterrorista no leste da Ucrânia, Vladislav Selezniov, confirmou à agência oficial russa RIA Novosti a catástrofe aérea perto da cidade de Shakhtiorsk.

Em março deste ano, uma aeronave da Malaysia Airlines desapareceu com 239 pessoas a bordo. Até hoje, não se sabe se o que aconteceu ao voo MH-370 ou aos passageiros.