Novo Coronavírus

Internacional Presidente da Bolívia anuncia vacinação na fronteira com Brasil

Presidente da Bolívia anuncia vacinação na fronteira com Brasil

Luis Arce explicou que tomou a decisão após ver como a doença piorou no Brasil e levando em conta a ampla fronteira

  • Internacional | Do R7

Vítima de covid-19 em El Alto, na Bolívia

Vítima de covid-19 em El Alto, na Bolívia

David Mercado/Reuters/18.08.2020

O presidente da Bolívia, Luis Arce, anunciou neste sábado que orientou as autoridades da saúde nacionais a iniciarem a vacinação na fronteira com o Brasil devido ao avanço da covid-19 no país vizinho.

Em evento na região sulista de Tarija, Arce explicou que tomou a decisão após ver "como a doença piorou no Brasil" e levando em conta a "ampla fronteira" que os países compartilham.

"Orientamos o nosso ministro da Saúde (Jeyson Auza) a ir a todos os pontos da fronteira para vacinar a população boliviana, estamos fazendo isso", analisou o mandatário, sem divulgar mais detalhes.

Embora tenha sido registrada uma leve queda nos casos diários após uma segunda onda que começou a atingir a Bolívia em dezembro, surgiu a preocupação de que a variante brasileira do coronavírus já esteja no país.

A preocupação se dá principalmente nos departamentos de Santa Cruz, Beni e Pando, que fazem fronteira com o Brasil e cujas autoridades regionais tomaram algumas medidas para reforçar os controles sanitários.

O município de Guayaramerín, em Beni, está disposto a fechar a passagem para o Brasil e a adotar um confinamento total nos domingos até 8 de abril, além de restrições de circulação, informou a prefeita, Helen Gorayeb.

Em Puerto Quijarro, município que também faz divisa com o Brasil, foram reforçados os controles devido à morte por covid-19 de duas pessoas e a outros seis contágios ocorridos em um casamento em Corumbá (MS).

As amostras das pessoas afetadas foram enviadas para o exterior para determinar a variante com a qual foram infectadas. Em Santa Cruz de la Sierra, terminais de ônibus e veículos do Brasil serão fumigados.

La Paz aguarda os resultados dos testes feitos com uma família de haitianos vindos do Brasil e em trânsito para o Equador, cujos membros deram positivo para a covid-19. Estas amostras também foram enviadas para laboratórios no exterior.

Auza informou sobre outras medidas que estão sendo tomadas para atender os municípios na fronteira, como a contratação de profissionais da saúde, a entrega de testes de antígeno e a vacinação mencionada por Arce.

A Bolívia totaliza 12.143 mortes por covid-19, entre 268.711 casos da doença, desde os primeros casos identificados em março de 2020.

Até o momento, o país já administrou 259.171 doses de vacinas, contando com a primeira e a segunda doses dos imunizantes Sputnik V e Sinopharm

Últimas