Internacional Presidente sírio não comparecerá à conferência de paz, diz chanceler russo

Presidente sírio não comparecerá à conferência de paz, diz chanceler russo

A conferência é promovida por Rússia e EUA e deve ocorrer em junho, possivelmente em Genebra, na Suíça

Presidente sírio não comparecerá à conferência de paz, diz chanceler russo

O secretário de Estado norte-americano disse que, se o governo sírio não comparecer, "será o enésimo grande erro" de Assad

O secretário de Estado norte-americano disse que, se o governo sírio não comparecer, "será o enésimo grande erro" de Assad

Fabio Rodrigues Pozzebom / ABr

O presidente da Síria, Bashar al Assad, não comparecerá à conferência de paz promovida pelos Estados Unidos e Rússia para analisar a crise síria, informou nesta quarta-feira (15) o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.   

"Quanto aos participantes, a questão não se coloca ao nível mais alto, mas envolve ministros e porta-vozes", disse o chanceler, dando a entender que Assad não irá ao encontro pessoalmente.   

Segundo Lavrov, a conferência deve ocorrer em junho, possivelmente em Genebra, na Suíça.   

Número de mortos na Síria deve estar perto de 120 mil, diz grupo de direitos humanos

Rebeldes sírios prometem punir homem que arrancou e mordeu coração

Ontem, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, confirmou a realização do evento e disse que, se o governo sírio não comparecer, "será o enésimo grande erro" de Assad.   

Por sua vez, o ministro sírio das Informações, Umran Az-Zu'bi, disse em um informe divulgado pela agência de notícias Sana que Damasco espera conhecer os detalhes da conferência antes de definir sua participação.  

"A Síria não participará, de nenhuma forma, de uma operação que tende a minar sua soberania de maneira direta ou indireta", afirmou Az-Zu'bi.   

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia